Suspeito de matar candidato em Belo Jardim (PE) se entrega à polícia

por Carlos Britto // 14 de julho de 2012 às 15:18

Entregou-se à polícia,  ontem (13), o suspeito de matar o candidato a prefeito de Belo Jardim, no Agreste pernambucano, Gerlan de Barros Melo (foto). O crime aconteceu na última segunda-feira (09). O corpo da vítima foi achado em uma estrada de terra, próximo a uma fábrica de baterias, no centro da cidade. Um vigilante de 35 anos confessou o crime e alegou motivação passional para cometer o homicídio.

De acordo com a polícia, o suspeito teria descoberto que a esposa mantinha um relacionamento com a vítima. O vigilante alegou legítima defesa, mas a polícia não acredita nessa versão, uma vez que os indícios no local do crime não apontariam para essa motivação.

Os investigadores informaram que, uma vez que questões políticas para o crime foram descartadas ainda no começo do inquérito, o suspeito foi identificado e começou o trabalho para conseguir o mandado de prisão. Com a decisão judicial em mãos, os policiais começaram a negociar com parentes e advogados do suspeito, para que ele se entregasse. O vigilante foi ouvido na delegacia de Belo Jardim e encaminhado ao Presídio de Pesqueira.

Segundo a polícia, a vítima teria sido atingida pelos tiros dento do carro, apesar de o corpo ter sido encontrado ao lado do veículo. O cadáver tinha três marcas de tiro, sendo dois na cabeça e um no tórax. (de Agência)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *