Situação do matadouro de Petrolina preocupa autoridades

por Carlos Britto // 28 de janeiro de 2009 às 13:06

O Matadouro Municipal de Petrolina, que tem mais de 30 anos de existência, está em constante ameaça de ser interditado. A informação é da gerente da Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária (Adagro) de Petrolina, Erivânia Camelo. Segundo ela, a estrutura do local esta precisando de reparos. “O equipamento nunca teve uma conservação e uma manutenção para se adequar ao crescimento da cidade. O matadouro não oferece nenhuma segurança ao consumidor, apesar de existir um serviço de inspeção municipal e veterinário”, denuncia. De acordo com Erivânia o matadouro não tem boa higiene, o sistema de saneamento não funciona, a questão hidráulica e ruim, a tubulação não comporta o numero de animais que é abatido, além das lagoas que não funcionam a contento. “É a maior concentração de urubu por metro quadrado, dispara”. “O matadouro ainda não foi interditado porque não existe local para enviar o bovino para se abatido”, completa. Erivânia informou que existe há mais de dois anos um Termo de Ajustamento de Conduta feito entre a prefeitura e o Ministério Público e que não foi cumprido pela gestão anterior.

Em nota a Prefeitura de Petrolina informou que está buscando soluções para o problema.  A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural junto com a empresa Sanvale entrou no circuito para fazer o diagnóstico ambiental da área, na busca de alternativas viáveis para mudar a realidade do Matadouro. Prioritariamente, serão executados projetos para a recuperação dos currais, reservatórios e tubulações. 

Umas dessas alternativas, segundo o secretário de Desenvolvimento Rural, Pedro Henrique de Oliveira, é aproveitar os resíduos sólidos e líquidos para compostagem, evitando que lixos sejam jogados nos afluentes do rio São Francisco ou no lixão da cidade. “Uma das soluções pode ser o reaproveitamento dos resíduos sólidos dos animais para fazer adubo orgânico e dos resíduos líquidos para biofertilizantes, evitando o impacto no meio ambiente”, explica Pedro Henrique.

Com informações do Gazzeta do São Srancisco/ Foto: Joselito Menezes

Situação do matadouro de Petrolina preocupa autoridades

  1. FRANCISCO DA CRUZ disse:

    “O matadouro não oferece nenhuma segurança ao consumidor, apesar de existir um serviço de inspeção municipal e veterinário”, denuncia. DENUNCIA, mas não age. O que espera para interditar?                      

  2. Fábio disse:

    Porque não interditou quando Fernando e Odacy estava no poder?
    Dr. Julio precisa de um prazo para que problema seja solucionado.
    Você tem certeza que o matadouro tem mais de trinta anos?

  3. dapaz disse:

    SRS.
    ESTAMOS ASSISTINDO MAIS UMA VEZ A TROCA DE PEDRAS E OS MODOS DE ADMINISTRAÇÃO SÃO IGUAIS.
    ATE QUANDO?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.