Sindicato dos Bancários de Juazeiro aciona Banco do Brasil na justiça para impedir transferência

1

O Sindicato dos Bancários de Juazeiro (BA) protocolou ação contra o Banco do Brasil (BB) para impedir a remoção compulsória de funcionário ou, em caso de não conseguir impedi-la, que pelo menos essas transferências sejam para cidades a, no máximo, 50 quilômetros de distância de onde o bancário encontra-se atualmente. De acordo com a entidade, o BB está descumprindo acordo firmado com o movimento sindical de que, após a fase de adesão voluntária ao Plano de Ajuste de Quadros (PAQ), lançado no final de julho, não seriam realizadas remoções compulsórias.

Os bancários seriam deslocados dos postos originais, a fim de suprir a necessidade de outras agências. Com as transferências, os servidores têm a rotina modificada, ocasionando muitos transtornos para a vida dos servidores e seus familiares.

O sindicato diz esperar que a Justiça conceda liminar favorável no caso. “É um absurdo a atitude do banco, depois de um acordo firmado. Nós, enquanto sindicato, estamos aqui para lutar pela categoria, pois não é garantido que este funcionário terá sua vida tranquila na nova agência, pois o BB vem promovendo processos de reestruturação com fechamento de agências bancárias de forma corriqueira. E pode acontecer que, em pouco tempo, este bancário tenha que ser removido novamente”, disse o presidente dos Bancários de Juazeiro, Maribaldes da Silva.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome