Sexta-feira violenta: Polícia registra três homicídios num intervalo de duas horas em Juazeiro e Petrolina

4
Crime ocorrido em frente à Facape. (Foto: Reprodução/WhatsApp)

A sexta-feira (25) está sendo marcada pela violência em Juazeiro (BA) e Petrolina (PE). Três homicídios foram registrados num intervalo de duas horas. O primeiro foi na cidade baiana, onde um adolescente de 17 anos foi assassinado com vários disparos de arma de fogo no bairro Kidé, por volta das 17h30

Segundo informações, Joabe de Castro Rodrigues, de 17 anos, foi morto dentro e uma casa de shows. Uma fonte do Blog informou que um dos envolvidos no crime foi preso, momentos depois, enquanto outros dois suspeitos estão sendo procurados pela polícia.

O segundo assassinato aconteceu em Petrolina, por volta das 18h40. Segundo informações, a vítima – um homem ainda não identificado – estava em um veículo Fiat Strada, de cor vermelha, quando foi alvejado por disparos de arma de fogo. Após ser baleado, o homem bateu o carro em um poste na Avenida Cardoso de Sá, em frente à Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais (Facape), e morreu ainda dentro do veículo.

O terceiro crime foi registrado no Residencial Juazeiro I, no bairro Itaberaba, em Juazeiro, por volta das 19h30. A vítima também é um homem, ainda não foi identificado. Ele foi atingido por tiros e morreu no local. Os autores seriam dois homens desconhecidos que ocupavam uma motocicleta e fugiram.

4 COMENTÁRIOS

  1. Em Petrolina sempre é assim, quase nunca se prende esses matadores, diferente de Juazeiro. Será que é pelo fato de que do outro lado do rio o efetivo da PM é de 1.200, enquanto aqui não chega nem a 600?

  2. E se depender do nosso governador o efetivo da policia daqui não aumenta nunca, nem o efetivo da polícia, nem vai ser construído o hospital prometido, nem a escola técnica, nem a filial do porto digital, etc, etc, etc……….

  3. Nada disso Petrolina First
    Dificilmente prende os assassinos
    O jornal também nunca mostra esses homicídios se não fosse o ZAP, o seu restante da população não saberia
    Ninguém vê as autoridades dando um parecer dessa violência…

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome