Serra Talhada: Evento estadual discutirá agroecologia e democracia

0

Cerca de 150 representantes de todas as regiões de Pernambuco se encontrarão em Serra Talhada, no Sertão do Pajeú, na próxima segunda-feira (16) para o Encontro Estadual de Agroecologia. O evento vai até terça (17).

Com o tema ‘Agroecologia e Democracia, unindo campo e cidade’, o evento é um dos processos preparatórios para o 4º Encontro Nacional (ENA), que acontecerá em Belo Horizonte (MG), de 31 de maio a 3 de junho deste ano, reunindo mais de 2 mil agricultores, agricultoras, estudiosos e interessados na temática.

Segundo o coordenador do Caatinga e um dos organizadores, Giovanne Xenofonte, a expectativa é que se consiga construir estratégias de resistência e fortalecer a atuação da Rede em Agroecologia. “Um dos instrumentos de nossa luta de resistência é nos encontrarmos. A realização de um encontro neste contexto é estratégica, e vai nos ajudar a entender melhor a situação e combinar nossa atuação, intervenção e resistência“, explica.

As atividades acontecerão na Unidade Acadêmica de Serra Talhada (UAST/UFRPE). Na oportunidade serão construídas as Instalações Pedagógicas de Pernambuco, que irão compor as experiências territoriais no 4º ENA e definir a delegação que irá representar o Estado em Belo Horizonte.

Programação

A programação começa na segunda (16), às 14h, com Rodas de Diálogos que irão discutir os temas como Comunicação e democracia; Água: Acesso, Conservação e democracia; Juventudes; Mulheres: Sem feminismos não há agroecologia; Terra e Territórios; e Direito à Cidade. Em seguida, acontecerá um debate sobre os avanços e desafios em diálogo com a Agroecologia. Ainda no primeiro dia, o evento promete uma noite cultural aberta ao público, com apresentações de grupos, dança e uma feira com expressões Agroecológicas unindo o campo e a cidade.

No segundo dia, os participantes irão construir instalações pedagógicas sobre o retrato de resistências e desafios de três regiões de Pernambuco: os Sertões do Araripe, do Pajeú e Zona da Mata Sul. Essa construção será apresentada em Belo Horizonte.  À tarde, no encerramento, será definida a delegação de Pernambuco que irá em maio representar o Estado, em Minas Gerais. O evento reunirá representantes das lutas de mulheres, juventude, comunidades tradicionais, indígenas, quilombolas, pescadores/as artesanais, movimentos sociais e da academia, com presença marcante dos núcleos de agroecologia. O ENA é realizado pela Articulação Nacional de Agroecologia (ANA). (Fonte: Ascom/Casa da Mulher do Nordeste)

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome