Senador Fernando Bezerra participará na próxima semana de evento promovido pela ONU no Marrocos

2
Senador Fernando Bezerra Coelho. (Foto: Divulgação)

fernando-bezerra

O senador Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE) iniciará, na próxima segunda-feira (14), a participação dele na 22ª Conferência das Partes (COP-22) da Convenção-Quadro da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre Mudança do Clima, em Marrakech, capital do Marrocos (África). Esta será a segunda vez consecutiva que Fernando Bezerra – relator da Comissão Mista sobre Mudanças Climáticas (CMMC) do Congresso Nacional – participa da COP como um dos principais representantes do Parlamento brasileiro. O objetivo central da conferência de Marrakech será a regulamentação do ‘Acordo de Paris’, firmado durante a COP-21 – ano passado, na França – e que entrou em vigor no último dia 4.

“A grande notícia desta COP-22, até este momento, é que a maior parte dos (194) países que assinaram o Acordo de Paris já ratificaram o documento. Isso garante, portanto, que estas nações vão atuar para reduzir as emissões de gases de efeito estufa e limitar a elevação da temperatura do planeta em no máximo 2ºC, até 2050“, explica o relator da CMMC, que, em 2015, presidiu o colegiado.

Além de Fernando Bezerra, outros senadores e deputados do Brasil participarão da conferência. Pelo Executivo, o país será representado pelos ministros do Meio Ambiente, Sarney Filho, e da Agricultura, Blairo Maggi. Iniciado oficialmente na última segunda-feira (7), o encontro mundial da ONU sobre clima vai até o próximo dia 18.

Uma das agendas de Bezerra Coelho, durante a COP-22, será coordenar o encontro das delegações brasileira e alemã, na próxima terça-feira (15), com a participação da presidente da Comissão de Meio Ambiente da Alemanha e integrante do Grupo Parlamentar Brasil/Alemanha do Bundestag, Bärbel Höhn, com quem o senador esteve durante a Conferência Intersolar Europe 2015. Na quarta-feira (16), Fernando Bezerra e outros parlamentares e integrantes da delegação brasileira participam de uma grande reunião de balanço da COP-22, sob a condução do ministro Sarney Filho. Confira, abaixo, a agenda completa do senador na Conferência de Marrakech.

Metas

Ano passado, em Paris, Fernando Bezerra Coelho defendeu, entre outras medidas, que as energias renováveis cheguem a 25% da matriz energética brasileira, até o ano de 2030. Pela meta do governo federal apresentada durante a COP-21 – contida na Contribuição Nacionalmente Determinada (NDC/Brasil) – o percentual de participação das energias renováveis (sem considerar a hidrelétrica) na matriz energética nacional chegará a 23%, em 2030. Fernando Bezerra acredita que, a partir da ampliação das “energias limpas”, o governo brasileiro não só aumentará a oferta de outros tipos de energia à população – ao mesmo tempo, protegendo o meio ambiente – como também poupará a água dos reservatórios (atualmente, bastante utilizada na produção de energia hidrelétrica) para o abastecimento humano.

A proposta central da NDC/Brasil é que “o país, até o final deste século, envidará esforços para uma transição a sistemas de energia baseados em fontes renováveis e descarbonização da economia mundial, no contexto do desenvolvimento sustentável e do acesso aos meios financeiros e tecnológicos necessários para tal transição“. Entre as principais metas brasileiras, destacam-se o fim do desmatamento ilegal, o reflorestamento de 12 milhões de hectares de terra, a recuperação de 15 milhões de hectares de pastagens degradadas e a integração de cinco milhões de hectares, entre lavouras, pastagens e florestas. (foto: Assessoria/divulgação)

2 COMENTÁRIOS

  1. Sr Senador Fernando de Bezera Coelho. Não decepcione a sua cidade: vote contra a PEC 55!
    Se é para cortar gasto, que sejam cortados as regalias e os excessos… e não os serviços essenciais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome