Senador FBC anuncia diálogo com Governo de Pernambuco para viabilizar projeto de energia eólica e nuclear

8
Crédito da foto: Rafael Furtado/Folha de PE

O líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), apontou, durante a 11ª edição do Fórum Nordeste 2019, realizada nesta segunda-feira (16), no Arcádia Paço Alfândega, Bairro do Recife, o início de um diálogo do governo federal com o Estado para planejar um grande projeto de geração de energia. Segundo o senador, ele trará toda a equipe do Ministério de Minas e Energia no próximo dia 30 de setembro, para uma reunião com o governador Paulo Câmara (PSB).

Nós vamos ter a oportunidade de desenvolver um projeto de quase 3 gigawatts. Para se ter uma ideia do que é isso, representa quase três sobradinhos ou metade da produção do sistema Paulo Afonso e vai gerar cerca de 15 mil empregos. Pernambuco precisa se preparar porque as placas solares mais de 80% serão instaladas em território pernambucano. E nós precisamos nos organizar para aqui produzir as placas, todos os equipamentos, componentes e insumos e será, portanto, uma grande oportunidade“, apontou.

Além da energia solar, também há interesse do Governo Federal, de acordo com Fernando Bezerra, de investir no projeto de energia nuclear em Itacuruba (Sertão de Itaparica), que foi iniciado ainda no Governo de Eduardo Campos, do qual foi secretário. O governo vai apresentar seu plano decenal de 2020 a 2030 e será discutida a localização das novas usinas nucleares em Itacuruba.

Estamos falando de investimentos expressivos, mais de 30 bilhões de reais. Com as usinas nuclear e solar, Pernambuco será um grande produtor de energia. Imagine a geração de receita com ICMS que poderá ser investido em áreas como educação e saúde. É através dessa pegada da energia que Pernambuco poderá dar um grande salto de desenvolvimento“, finalizou. (Fonte: Folha de PE)

8 COMENTÁRIOS

  1. Esse senador deve está ficando louco ou esclerosado, enquanto países do primeiro mundo ditos desenvolvidos, estão acabando com Usinas Nucleares ele fala em instalar uma as margens do Rio São Francisco, Será que pelo menos ele sabe o que é uma Usina Nuclear,? O risco que um acidente como de Chernobyl, poderia causar a milhares de Nordestinos?. Talvez ele queira dizimar o povo Nordestino de vez, já não basta a seca. Tempos esse que se fala em energia limpa, ele vem com essa, solar eólica tudo bem mas nuclear nem pensar, Sobradinho já fornece energia de sobra para o Nordeste. Chernobyl na Ucrânia a radiação nuclear durante 100 anos não vai permitir nenhuma forma de vida, foi preciso blindar o reator com uma camada de chumbo.

    • Senhor Edilberto, você insiste neste erro de achar que toda usina nuclear é uma Chernobyl em potencial. Isso é de uma ignorância enorme, hoje existe mais de 500 reatores pelo mundo, e somente 3 deles tiveram acidentes em toda a história da energia nuclear, ou seja, menos de 1%.

      Sobre o caso específico de Chernobyl sabe-se que a causa foi um defeito no projeto de reatores RBMK, que a extinta URSS não se dignou a corrigir, mesmo sabendo da existência dele. Não dá para comparar os atuais PWR com projetos da década de 70.

      Sobre as tais energias limpas e seu uso em países desenvolvidos, estas fontes não são produtivas, requerem grandes áreas para serem instaladas e tem manutenção cara, o que faz com seu kW/h seja absurdamente caro. A Alemanha caiu na besteira de trocar boa parte de sua eletricidade por energia fotovoltaica, e viu sua tarifa duplicar de preço. Nosso povo não pode pagar por essas estripulias.

      Além do mais você ainda desconsidera a evolução que a energia nuclear pode sofrer nas próximas décadas, com o avanço da fusão nuclear, método de produção de energia nuclear ainda mais seguro e limpo que o atual método de fissão.

      No mais, sejam bem vindas a Pernambuco usinas nucleares!

      • “Além do mais você ainda desconsidera a evolução que a energia nuclear pode sofrer nas próximas décadas, com o avanço da fusão nuclear, método de produção de energia nuclear ainda mais seguro e limpo que o atual método de fissão.”
        Quando isso acontecer, aí se pensa na instalação, agora não. Isso é uma bomba. Nos países ditos de primeiro mundo as usinas não são seguras aí vem querer construir aqui? Sabemos do histórico de construções mal feitas no Brasil, as empreeiteiras comem o dinheiro, fazem porcarias e depois não respondem pelo estrago.

        • Sem querer criar polêmica apenas duas coisas preciso citar: Em Angra dos Reis no Rio nas usinas foram gastos bilhões, sem retorno nenhum, até hoje não concluirão, quem toma conta hoje são os bandidos que permitem ou não o acesso. Outro detalhe existe um resíduo do processamento do Urânio que é descartado na natureza e isolado por mais de cem anos.

  2. Senador sem noção, onde já se viu a uma altura desse campeonato, com vários acidentes nucleares que já teve ao redor do mundo, e ainda assim insiste nesse assunto de energia nuclear.

  3. Tem que construir usinas nucleares sim, para mais geração de energia limpa e barata. Aconteceram apenas 3 acidentes nucleares NO MUNDO nos ultimos 70 anos e vcs tão com medo? Vcs também tem medo de andar de avião por que um ou outro cai às vezes? Pelo amor de deus, quanta ignorância. Tomara que dê certo mais usinas nucleares no Brasil! Avante!

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome