Integrantes dos Sem Teto em Santa Maria da Boa Vista vão acionar MPPE para cobrar conclusão das casas populares

por Carlos Britto // 20 de julho de 2013 às 14:19

Sem Teto Santa MariaCasas Santa MariaOs Sem Teto de Santa Maria da Boa Vista (PE), no Sertão do São Francisco, pretendem acionar o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) contra a Companhia Estadual de Habitação e Obras (Cehab). Eles cobram a conclusão das casas populares que estão sendo construídas em parceria com a Caixa Econômica Federal (CEF).

De acordo com o presidente da Associação dos Sem Teto, Luciano Barbosa, as obras começaram em 2011, mas foram paralisadas no ano seguinte, sendo retomadas em maio deste ano. No entanto, a construção pode parar novamente por falta de materiais.

“Em 2011, foi liberado R$ 154 mil de um montante de R$ 1,5 milhão. Foi quando começou a construção de 60 casas, mas as obras foram paralisadas de janeiro de 2012 até maio de 2013. Antes do carnaval deste ano já havia sido liberado R$ 185 mil, e em abril mais R$ 120 mil de uma contrapartida da Secretaria das Cidades e da Cehab. As construções tiveram seu reinício, mas estão ameaçadas de parar novamente por falta de compromisso do Governo de Pernambuco”, explicou Luciano.

Segundo informações da Associação, 144 pessoas assinaram contratos junto à CEF em setembro de 2010. De acordo com Luciano, toda a documentação exigida pelo banco foi providenciada, incluindo o projeto de saneamento, feito com o apoio da Prefeitura de Santa Maria.

“Os contemplados tiveram despesas com serventes, energia, e a maioria está pagando água e luz sem utilizar o imóvel devido ao descaso da Cehab. Agora, vamos acionar o Ministério Público para intervir nesse impasse e cobrar a conclusão da obra”, afirmou.

O Blog deixa espaço aberto para que a Cehab se pronuncie sobre as denúncias.

Integrantes dos Sem Teto em Santa Maria da Boa Vista vão acionar MPPE para cobrar conclusão das casas populares

  1. D+D disse:

    Valeu Luciano Barbosa estamos com vocês, cadê o apoio da Prefeita TELEX FREE. Tanto que ela falava na campanha sobre moradia, e aí?.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *