Sem serventia: MEC estuda descartar 2,9 milhões de livros didáticos adquiridos em administrações anteriores

0
Foto: Ilustração

O Fundo Nacional do Desenvolvimento (FNDE), vinculado ao Ministério da Educação (MEC), quer descartar livros didáticos considerados sem utilidade. Segundo o órgão, a medida – que pode alcançar cerca de 2,9 milhões de exemplares – se limita aos livros jamais entregues aos alunos nas escolas públicas do país.

O “desfazimento dos livros inservíveis”, como tem chamado, iniciou no fim de 2019, quando a área de logística e distribuição do FNDE alertou, em documento, para a necessidade de diminuir o estoque armazenado em um depósito alugado dos Correios.

A quantidade exata dos exemplares didáticos no local não é conhecida nem mesmo pelo órgão, indicando a necessidade de se montar uma comissão para ver o número de livros e a validade do material. (Fonte: Estadão)

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome