Sem estoque, revendedores de gás de cozinha fecham em Juazeiro

0
Gás de cozinha. (Foto: Reprodução)

O abastecimento de gás de cozinha em Juazeiro (BA) está comprometido com o bloqueio das estradas pela greve dos caminhoneiros. A reportagem do Blog conversou com dois grandes revendedores da cidade e foi informado que o produto está em falta desde o último final de semana.

Apenas a recepção está funcionando, pois precisamos dar satisfação aos nossos clientes. Nosso estoque acabou no último sábado (26), quando vendemos os últimos botijões. Não há previsão para a chegada de mais gás, pois os caminhões estão parados nos bloqueios e não conseguem chegar a Juazeiro”, explica Roberto Carlos Alves, da Juazeiro Gás Butano.

A falta de gás afeta diretamente as pessoas que dependem de botijões para garantir o abastecimento. Restaurantes, bares, lanchonetes, muitas residências e até unidades de saúde estão desabastecidos. É o caso da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e o Hospital da Criança, que estão recebendo muitos pacientes e a distribuidora não possui mais botijões disponíveis. “Este quadro obriga a necessidade de fornecer refeições apenas para os pacientes, impossibilitando a entrega de alimentação para os acompanhantes. Esta medida vale também para os atendimentos no Hospital Materno Infantil da cidade”, informou.

Outro revendedor de gás em Juazeiro, Luiz Dmurie Bezerra, da Ultragaz, informou que seu comércio está desabastecido desde a última sexta-feira (25). “Estamos sem previsão de quando será resolvido, porque as carretas estão paradas em Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador. Quando chegarem, vão descarregar o gás aqui no Distrito Industrial e depois é feita a reposição dos botijões. Ainda vai levar um tempo”, comentou.

Preço dispara

O Blog ligou para outros revendedores em Juazeiro, mas todas disseram que os estoques estão zerados. Nas redes sociais, verificamos que existem locais vendendo o produto pelo valor de R$ 120,00. Entretanto, de acordo com o Sindicato dos Revendedores de Gás LP do Estado da Bahia (Sinrevgas), o valor médio do preço do botijão praticado no estado é de 13Kg é R$ 65, ou seja, um aumento de quase 50%.

Casos desse tipo devem ser denunciados junto ao Programa de Proteção e Defesa do Consumidor (Proncon). A unidade em Juazeiro fica localizada na Rua José Petitinga, s/n, Bairro Santo Antônio, em frente ao Centro de Cultura João Gilberto. O telefone para contato é o (74) 3613-4523.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome