A Prefeitura de Petrolina promoveu, nessa quinta-feira (11), no auditório da Secretaria de Saúde, o 1º Encontro do Programa de Prevenção e Controle da Doença de Chagas.

O evento contou com a participação do Serviço de Infectologia de Petrolina (Seinpe), da Fundação de Hematologia e Hemoterapia de Pernambuco (Hemope) e da VIII Gerência Regional de Saúde e teve como objetivo debater a prevenção, controle e tratamento da doença e fortalecer o trabalho que vem sendo desempenhado pelo município.

A Doença de Chagas é uma infecção causada pelo protozoário Trypanosoma cruzi, tendo o barbeiro como principal transmissor. A doença apresenta uma fase aguda que pode apresentar sintomas ou não, e uma fase crônica que pode se manifestar nas formas indeterminada, cardíaca, digestiva ou cardiodigestiva.

O Trypanosoma cruzi é transmitido pelo contato com as fezes do inseto contaminado, mas também existem outras formas de transmissão, como por via oral e ingestão de alimentos contaminados com os parasitas.

Segundo a secretária-executiva de Vigilância em Saúde, Marlene Leandro, ao encontrar um barbeiro, o correto é capturar o inseto com cuidado, não matá-lo, e, com as mãos protegidas colocá-lo em um recipiente e encaminhar para a Secretaria de Saúde, a qual enviará uma equipe ao local para as ações-padrão. É importante capturar o inseto vivo, já que nem todo barbeiro é infectado.

Não há indícios de surto e nem alteração no quadro de infestação do barbeiro no município. Por isso a Secretaria ressalta não haver motivo para pânico desnecessário na população. Petrolina possui referência regional para diagnóstico, tratamento e acompanhamento dos pacientes com Chagas na Policlínica, próximo à Câmara de Vereadores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome