Seagri responde deputado sobre caprinos de Curaçá

por Carlos Britto // 07 de abril de 2009 às 15:20

O deputado Elmar Nascimento equivocou-se ao denunciar que “pequenos produtores de Curaçá devolveram matrizes e reprodutores de caprinos que seriam entregues pela Secretaria da Agricultura do Estado devido à baixa qualidade dos animais”, responde a Seagri.

Na realidade, quem fez a devolução foi a própria Seagri, através de uma comissão criada para examinar os animais, e evitar que caprinos e ovinos que não atendam as especificações sejam entregues aos agricultores familiares. A “denúncia” feita pelo deputado na realidade evidencia que o sistema de proteção montado pela Secretaria da Agricultura funciona de fato.

Para garantir que os agricultores familiares incluídos no Programa Sertão Produtivo só recebam animais de qualidade e sanidade comprovadas, a Secretaria da Agricultura criou comissões locais em todos os municípios, formadas pelo secretário municipal da Agricultura ou técnico indicado por ele; sindicato dos trabalhadores rurais, representante da associação ou cooperativa dos beneficiados pelo programa; representante da Adab e representante da EBDA.

Estas comissões têm o poder de rejeitar até todos os animais, obrigando o fornecedor a entregar novo lote, de acordo com as especificações. Foi isso que aconteceu em Curaçá, fato que comprova a segurança do programa e é exemplo objetivo de que o sistema de monitoramento criado pelo Governo do Estado, através da Seagri, com a participação da
comunidade local, funciona mesmo e protege os agricultores familiares.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *