Saúde bucal: Dentista fala sobre endodontia e destaca uso de microscópio nos tratamentos

0

Dr RicardoOs serviços odontológicos se tornam cada vez mais indispensáveis, principalmente para quem vive na correria do dia a dia e não tem tempo para tratar da higiene bucal ou até para se alimentar corretamente. Diante das necessidades, a odontologia é uma área que cresce, com surgimento constante de novas especialidades e equipamentos que facilitam a vida de pacientes e profissionais.

Uma dessas especialidades é a endodontia, que previne e cura as enfermidades na pulpa dental. Quando um dente precisa ser tratado por um endodontista e não é, ele tem a raiz infeccionada e também os tecidos vizinhos, o que resulta na queda de bactérias na corrente sanguínea, além de provocar dor, inchaço, pus e febre.

Na dúvida, o indicado é procurar um profissional especializado e saber exatamente qual área mais adequada para cada caso. Na tentativa de esclarecer o assunto, o dentista Casemiro Ricardo nos escreveu um texto explicando o que é a endodontia e a importância de utilizar equipamentos modernos no mais variados procedimentos.

Vejam:

“Endodontia é a especialidade da Odontologia que estuda o tecido pulpar que está presente na câmara pulpar e no sistema de canais radiculares. E também dos tecidos periapicais, bem como das doenças que os afligem.

A endodontia é uma especialidade em que os procedimentos clínicos dependem da sensibilidade táctil do operador. Muitas vezes esses procedimentos são realizados na obscuridade, tendo o exame radiográfico como auxiliar no diagnóstico e no tratamento. Entretanto esse exame não é tão preciso, por mostrar apenas duas dimensões de um objeto tridimensional.

Em 1992 houve a primeira publicação da utilização do microscópio operatório, proposto por Gary Carr, introduzindo-o na endodontia e promovendo assim um grande avanço na especialidade.

O microscópio operatório oferece muitos benefícios durante os procedimentos clínicos, já que permite grande iluminação e melhor visualização do campo operatório. A alta magnificação é necessária para auxiliar na localização de canais calcificados, detectar microfraturas, identificar istmos, interpretar as complexidades do sistema de canais radiculares, auxiliar na remoção de núcleo intracoronários e de instrumentos fraturados nos condutos radiculares.

A magnificação e a iluminação são importantes, especialmente para nós endodontistas, porque a maior parte dos procedimentos é executada dentro do dente e tradicionalmente é feita por sensibilidade táctil. O microscópio dá aos endodontistas condições de ver, com ampliação de até 40 vezes, todos os aspectos internos e profundos do sistema de canais radiculares, que antes não passavam de imaginação.

O microscópio pode ser utilizado em qualquer especialidade odontológica. Na endodontia, o uso do microscópio clínico operatório é de fundamental importância e pode ser considerado um divisor de águas na especialidade. Novos protocolos de tratamento, novas técnicas, novos materiais e instrumentos foram introduzidos para serem utilizados em conjunção com a microscopia clínica, abrindo horizontes no atendimento dos pacientes. Casos endodônticos considerados de difícil resolução, hoje podem ser tratados com essa nova tecnologia, possibilitando a manutenção de um maior número de dentes na cavidade oral.

Outro aspecto na prática odontológica que tem sido intensificado pelo o uso do microscópio é a documentação. Ele possui uma unidade em que pode ser adaptada uma câmara fotográfica ou de vídeo. As gravações não só auxiliam o dentista legalmente, mas também podem ser utilizados para atuar na educação de pacientes, que na maioria entendem melhor a comunicação visual.

Quais suas vantagens e desvantagens?

Vantagem: A melhor visualização e magnificação do campo operatório; procedimentos realizados com maior precisão; melhor posicionamento de trabalho para o operador e possibilidade de documentação em tempo real.

Desvantagens: O fator custo ainda deve ser considerado; a extensa curva de aprendizado e a adaptação ao aparelho se constituem nas maiores desvantagens da utilização da microscopia nas fases iniciais do aprendizado.

Mesmo com as desvantagens, o sistema de microscopia é prazeroso, melhorando a qualidade dos procedimentos aplicados no tratamento dos pacientes. Você poder visualizar a presença de um 4º conduto e tratá-lo, evitando que aquele paciente venha a ter dor, é muito gratificante. É preciso citar que outras ferramentas importantes já fazem parte do arsenal clínico do endodontista, com o localizador foraminal e o raio X digital.”

Casemiro Ricardo/Endodontista

Av. Fernando Goés 1020 – centro- Petrolina-Pe . Fone 38615954.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome