Atriz Samara Felippo curte o calor do Vale do São Francisco: “Adoro o Nordeste”

4

samara2_640x480Iniciando uma turnê pelo país com a peça “Orgulhosa Demais, Frágil Demais”, na qual vive a estrela hollywoodiana Marilyn Monroe ao lado de sua colega, Rita Elmor – que interpreta a cantora lírica Maria Callas -, a atriz Samara Felippo vem pela primeira vez ao Vale do São Francisco. E, pelo visto, está aprovando a experiência.

Numa entrevista concedida ao Blog, Samara afirmou que o Nordeste já faz parte de sua vida. “Adoro o Nordeste. Meus carnavais quase todos os anos eram em Salvador e já gravei muita novela do Nordeste, gosto muito daqui”, afirmou.

Nem mesmo a temperatura elevada de Petrolina e Juazeiro parecem ter incomodado a atriz. “Sou muito mais do calor do que do frio”, garantiu Samara.

Ela também acenou positivamente com a possibilidade de o Vale do São Francisco vir a se tornar um grande polo cinematográfico, uma vez que já serviu de cenário para importantes produções do cinema e da TV. A mais recente foi a minissérie “Amores Roubados”, da Rede Globo.

“Só vai depender da receptividade e do incentivo da cultura do local. Se o governo apoia, se o povo está junto, acho que tem tudo para dar certo porque é um lugar lindo”, ressaltou.

Planos futuros

Sem vínculos empregatícios com nenhuma emissora de televisão, Samara atualmente recebe por obra. Ano passado ela foi um dos destaques de “José do Egito”, minissérie bíblica da Rede Record. Na Globo, Samara fez uma participação no seriado “o Caçador” – exibido, inclusive, ontem.

Por enquanto a atriz deve adiar um pouco mais sua volta às telinhas porque quer viver um outro papel importante de sua vida. Mãe de duas meninas – sendo a mais nova com apenas 11 meses – Samara acredita que o momento ainda é de curtir esse lado “família”. “Sinto que estou retornando da maternidade ainda”, brincou. Da TV, o projeto mais próximo de Samara é uma série que está escrevendo. “Estou me arriscando como escritora”, revelou.

A peça “Orgulha Demais, Frágil Demais” fica em cartaz no Centro de Cultura João Gilberto, em Juazeiro, neste sábado (27) e domingo (28), às 20h,  tem duração de uma hora e censura de 14 anos. A direção é de Sandra Pêra. Os ingressos custam R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia) e podem ser adquiridos antecipadamente no Restaurante Maria Bonita, Portal SG e Grande Hotel de Juazeiro.

4 COMENTÁRIOS

  1. Ela fala isso em todas as regiões por onde passa kkkk.. e ela é doida de achar o local onde se encontrar ruim? negócio é negcio ela está vendendo o seu produto kkk… conversa de vendedor.

  2. Ta caro o ingresso. Acho que não é peça para classe media assalariada. 50 conto? Prefiro ir no cinema, e ainda sobra para comer alguma coisa. Acabar fala que o povo não vai ao teatro, o povo não gosta de cultura, bla,bla, pimba,pimba!

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome