Rui Costa convoca médicos no país para reforçar quadro de profissionais na Bahia durante pandemia

1
Foto: Fernando Vivas/GOVBA

O governador Rui Costa respondeu a uma nova série de perguntas feitas pelos internautas sobre o combate ao novo coronavírus (Covid-19) na Bahia, durante a transmissão do #Papo Correria, no início da noite desta terça-feira (5). Uma das principais novidades desta edição foi o anúncio da convocação de médicos de todo o Brasil, com situação regularizada, para atuarem em unidades da rede pública de saúde estadual.

Segundo Rui, neste momento o chamamento só valerá para médicos e será feito por meio de veículos nacionais de imprensa. “Com o nosso apoio, as organizações sociais que administram as unidades de saúde vão divulgar, já nesta quarta-feira [6], em jornais de todas as partes do país, um convite destinado a médicos que estejam aptos legalmente a virem para a Bahia, com o objetivo de reforçar o exército de profissionais que lutam diretamente na guerra contra a Covid-19, em todo o território baiano. A convocação vale para médicos que já estão aqui e também para aqueles que residem em outro Estado“, Erevelou o governador, que explicou, ainda, que “a convocação é exclusiva para médicos porque as outras categorias de profissionais de saúde não registram, até o momento, escassez de profissionais“.

Rui afirmou que o Estado está buscando soluções legais para conseguir aumentar o número de médicos atuantes na Bahia, caso essa primeira chamada não atrair a quantidade de profissionais desejada. “Estamos fazendo essa primeira chamada para cadastro e registro desses profissionais e, ao mesmo tempo, trabalhamos para encontrar soluções legais que permitam a contratação de médicos que se formaram no Exterior, mas ainda não estão com toda a documentação necessária para atuar no Brasil, por exemplo“, assegurou.

Acompanhado do titular da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), Fábio Vilas-Boas, Rui encerrou o programa desta noite lembrando que o Estado está utilizando todos os recursos possíveis para garantir tratamento dos casos mais graves da Covid-19. “Em qualquer cidade da Bahia, utilizaremos os recursos possíveis para dar assistência aos baianos que necessitem de vagas em leitos de Unidade de Terapia Intensiva [UTI], fazendo, inclusive, transferências entre municípios, caso sejam necessárias“, concluiu.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome