Mototaxista chama atenção para aumento no número de acidentes e lamenta: “Poder Municipal não faz nada”

16

DSC09467O aumento no número de acidentes entre os mototaxistas de Petrolina está preocupando o presidente do Sindicato dos Motociclistas Profissionais, Mototaxistas, Motofrentistas, Motoboys e Condutores de Motos, Motonetas e Triciclos de Petrolina (Sinpropet), José Vicente Barbosa.

Durante entrevista ao Blog na manhã de hoje (29), Barbosa apresentou números preocupantes dos acidentes ocorridos na cidade, que saltaram de 5 para 12 apenas no primeiro semestre deste ano.

Mas, além do crescente número de acidentes, outro fator também tem preocupado o representante da categoria: Segundo ele, tanto os órgãos estaduais quanto o poder público municipal têm negligenciado a situação.

Na verdade não vemos ações efetivas, nem do governo do estado, nem da prefeitura municipal. O poder municipal não faz nada. Este é um problema de saúde pública e nós não podemos assistir a isso sem fazer nada. Aqui não tem campanha educativa, pouca fiscalização e não vemos ninguém se mexendo contra esse aumento absurdo no número de acidentes”, afirma.

O líder explicou ainda que o Sindicato tem promovido algumas campanhas educativas em Petrolina mas, segundo ele, sem apoio dos órgãos públicos as ações não surtem o efeito desejado.

Nosso Sindicato tem feito algumas campanhas aqui, mas na verdade não conseguimos muito efeito, porque na cidade existem cerca de 800 profissionais. Mas apenas 40% destes são vinculados ao Sindicato e participam de verdade das atividades”, explica.

Números

Conforme relatou Barbosa, os acidentes com motocicletas já estão mesmo sendo tratados como problema de saúde pública. De acordo com levantamento feito pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), nos últimos doze meses as mortes provocadas por acidentes de moto tiveram um aumento de 26,7% nas rodovias federais.

O presidente do Sinpropet diz ainda que o trânsito caótico de Petrolina contribui, e muito, para o crescimento no número de acidentes. Segundo Barbosa, uma via exclusiva para os mototaxistas poderia ser uma alternativa. “Ontem (28) mesmo quase fui atropelado por uma caminhonete, bem ali no Centro. Quer dizer, se houvesse uma via exclusiva isso poderia não acontecer”, finaliza Barbosa.

Nossa equipe já entrou em contato com a assessoria de comunicação da prefeitura para saber quais ações estão sendo executadas para diminuir os acidentes. Estamos aguardando retorno.

16 COMENTÁRIOS

  1. Manda o Barbosa olhar esse blog: educacaoepttc.blogspot.com.br, acho que ele está meio perdido. A EPTTC está sim fazendo campanha educativa,e, até hoje não vi nenhuma campanha promovida especificamente pelo Sinpropet, alguem viu? me mostra Barbosa. O que acontece é que alguns mototaxista desrespeitam sim as regras de transito e os acidentes são reais. E a revolta dele é que a classe elegeu outro mototaxista para representar a classe e ele está como um seco no meio de um tiroteio

    • na maiorias das vezes de um acindete de moto com carro o motorista nem sempre esta certo nao so pq vei de carro e nas barberagem de carro com carro q vejo todo dias aq em petrolina

  2. O presidente do sindicato está preocupado , é? Por que elegeram em massa o prefeito?
    Agora aguentem as consequências….o tratamento de vcs é vip demais!…tem até banquinhos para sentar? ruim mesmo está para a população, para os motoristas de carros….
    Não é caso de saúde publica não! , é caso de polícia mesmo…..grande número de mototaxistas, hoje são mulas de drogas….vão para a justiça e vejam o levantamento disso!
    eles ficam entregando droga a domicílio, nas portas de colégio,.. e ficam preocupados com o fluxo de carro e de trânsito? e o aumento no trajeto, para R$ 10,00 não é melhor o usuário comprar moto? é mais negócio! POPULAÇÃO de Petrolina , faça uma análise!!
    È engraçado, dá vontade de sorrir mesmo….querer uma faixa de exclusiva para os mototaxistas! e para os pedestres que são abusados pela imprudência de vcs? e os finos que vcs tiram nas pessoas e nos carros? Estão pensando o que? Se orientem sindicalistas de mototáxis! OXENTE!

    • LEGAL! CARREATA PARA O PREFEITINHO QUE AÍ ESTAR COMO FOI VISTO, HOJE RECLAMAM DE QUE? DOS BANQUINHOS? DA SALA VIP? TOMEM JEITO DE GENTE, PROCUREM TRABALHAR COM DECÊNCIA QUE É A CARACTERÍSTICA DO NORDESTINO. E QUEM BEM SOUBER VAI É PROIBIR ESSAS PORCARIAS DE MOTOTAXISTAS. ISSO CHAMA-SE ACABA COM VIDAS, PRINCIPALMENTE NAS GRANDES CIDADES.

  3. O presidente do sindicado deve é orientar o seu pessoal no sentido de respeitar a legislação de trânsito, pois as infrações de trânsito, principalmente o avanço de sinais e ultrapassagens perigosas e proibidas, são praticadas por mototaxistas em todos os locais, todo mundo sabe disso. O que o poder público deve fazer é reativar as lombadas eletrônicas e os fotos sensores nos cruzamentos, mesmo com as críticas dos cretinos fundamentais que insistem em não aceitar que o bolso é o local mais sensível, seja de motorista, taxista, mototaxista, etc. Aparecem logo com a cantilena de que trata-se de “industria de multas”. Enquanto isso, muitos pais-de-família choram a perda dos seus entes queridos e outros ficam lesionado pelo resto da vida!!!!

  4. Alguns dias atrás, na rodovia em frente ao Quatí, ví um motociclista apressadinho fazendo ultrapassagens pelo acostamento direito. Se tivesse pessoas, animais ou um buraco haveria riscos de tragédias!

  5. Tem até carros que não respeitam motos, mas todos nós sabemos e vemos que o “motociclistas” não respeitam nem a própria vida. Ultrapassagens por locais indevidos, por onde não cabe, não podem perder um segundo que seja atrás de um carro e por aí vai. Construir faixa exclusiva para moto taxistas significa premiar a imprudência. O que deve se fazer é fiscalizar e punir, pois se pararmos 10mim em alguma das principais vias da cidade testemunharemos uma centena de infrações.

  6. Acidentes de trânsito com motociclistas não dependem do governo, mas sim dos próprios motociclistas. Estão constantemente ultrapassando pela direita, achando que têm preferencial em relação a carros, e vivem na emergência do HUT. Os mototaxistas estão entre os mais imprudentes. Direção defensiva depende de vocês, não do Governo, seja municipal ou estadual. O que o governo pode fazer para diminuir esses acidentes é aumentar os impostos sobre as motos, para que eles mesmo paguem o altíssimo custo que estão infligindo ao SUS, e reduza o número de motos nas ruas.

    • reduzir numero de motos na rua é impossível. até por que é um mercado que só cresce a cada dia, por vários fatores. estacionamento,economia de combustível, valor de compra, espaço e e.t.c…..o que falta mesmo é conscientização e educação de quem usa a moto.

  7. Na maioria dos acidentes com motocilcistas são imprudencia ou impericia dos mesmos e se tratando de mototaxistas na maioria deles são imprudentes, ultrapassam pela direita entram em brechas onde não os cabem são uns verdadeiros barbeiros e cheios de razão.
    fica a dica mototaxistas respeitem os espaços de cada um no transito.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome