Reeducandos do Conjunto Penal de Juazeiro irão expor peças artesanais no Museu

por Carlos Britto // 19 de julho de 2013 às 21:36

ArtesanatoOs detentos do Conjunto Penal de Juazeiro (CPJ) levarão todas as suas peças de artesanato, produzidas dentro da própria unidade, para o Museu Regional do São Francisco. A exposição “Reviver através da arte” será aberta ao público na próxima quinta-feira (25), às 10h.

Ao todo, 90 reeducandos produziram bonecas de pano, bordados em almofadas, barcos e abajur de madeira (palito de picolé), chaveiros e imãs em biscuit, souplast e jogos americanos de jornal, além de bolsas infantis, miniaturas e objetos para casinha de boneca.

De acordo com a terapeuta ocupacional do CPJ, Coralina Matos, as atividades laborativas de artesanato favorecem a reinserção social dos detentos e reduzem a pena – a cada três dias de trabalho produtivo um dia de pena é retirado.

“Entre os objetivos dessas atividades estão a ocupação produtiva, criativa e de automanutenção das habilidades dos reeducandos. Muitos deles já chegam aptos a confeccionar os artesanatos, outros se mostram interessados e aprendem com os colegas de cela ou nos cursos que oferecemos periodicamente”, explicou.

As peças produzidas são entregues semanalmente aos familiares dos detentos, que se responsabilizam pelas vendas. No entanto, a ideia é ampliar o projeto com o apoio da iniciativa privada. “Estamos à procura de empresários que se interessem em fazer parcerias, tanto para a mão-de-obra que dispomos aqui dentro da unidade, quanto para a revenda das peças produzidas”, explica Coralina.

A exposição ficará no Museu Regional do São Francisco até o dia 22 de agosto. (Foto ilustrativa)

Reeducandos do Conjunto Penal de Juazeiro irão expor peças artesanais no Museu

  1. neide disse:

    muito bonito ja fui detento dai e carolina senpre me ajudou junto com dr tadeu

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *