Raúl alerta futuros dirigentes cubanos

por Carlos Britto // 02 de janeiro de 2009 às 22:12

O presidente de Cuba, Raúl Castro, de 77 anos, celebrou  o 50º aniversário da Revolução com uma advertência à próxima geração de dirigentes cubanos. ?Falo em nome de todos os que lutaram, quando digo que se exige dos dirigentes de amanhã que não se esqueçam nunca de que essa é a Revolução dos humildes, pelos humildes e para os humildes?, disse Raúl, que citou seu irmão Fidel nove vezes, em seu discurso de 37 minutos, arrancando aplausos dos cerca de 3 mil convidados acomodados em cadeiras de plástico azul na Praça de Céspedes, em Santiago de Cuba.
?Que não se deslumbrem com os cantos de sereia do inimigo, e que a militância impeça que destruam o Partido?, prosseguiu o presidente, que também é general do Exército. ?Se seus atos não estiverem em consonância com essa conduta, lhes faltará autoridade moral, que só surge das massas, e ficarão impotentes diante dos perigos internos e externos.?
E acrescentou: ?Estarão os ?mambices? de hoje, que não se deixarão enganar ideologicamente, e deixarão cair a espada?, referindo-se aos combatentes da independência da Espanha no fim do século 19.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.