“Quem está batendo cabeça é a oposição”, dispara presidente estadual do PSB-PE

por Carlos Britto // 18 de novembro de 2021 às 15:00

Foto: Arquivo/divulgação

Em entrevista ao programa Painel 100,7, na Rádio Grande Rio FM, nesta quinta-feira (18), o presidente do Partido Socialista Brasileiro (PSB) em Pernambuco, Sileno Guedes, fez uma série de críticas ao governo federal e analisou o cenário político para 2022.

Para Sileno, o país atravessa um momento delicado por conta da pandemia da Covid-19, e a condução do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido) não estaria ajudando o Brasil a superar as dificuldades. “Acho que ele (Bolsonaro) poderia ajudar mais. Nós estamos vendo aumento da gasolina, aumento do gás de cozinha, mudanças em auxílios sociais, ou seja, ninguém sabe como serão os próximos anos, está tudo incerto, e o povo é quem mais sofre”, declarou.

Questionado sobre como o partido está se articulando para as eleições do ano que vem, Sileno confirmou que o PSB terá um candidato a governador, mas disse que não tem sido esta uma pauta prioritária dentro do grupo, e apontou o ex-prefeito do Recife, Geraldo Júlio, como o mais provável para disputar a sucessão.

“Geraldo Júlio é um dos melhores quadros dentro do PSB, pela sua imensa capacidade de articulação. Mas, não estamos discutindo isso ainda, está muito cedo. Quem está batendo cabeça para escolher candidato é a oposição”, disparou.

Sobre as críticas de que seu partido está há muitos anos no poder, Sileno declarou que o povo de Pernambuco vota em projetos, e não em partidos. “O povo de Pernambuco tem votado no PSB não por conta do partido, mas por acreditar em um projeto que pensa na geração de emprego e renda, e recuperação econômica. O povo está ‘aperreado’. A oposição não tem a responsabilidade que o PSB tem para governar”.

Paulo Câmara

Sobre a possibilidade do governador Paulo Câmara disputar uma vaga no Senado, ou ser vice na chapa do ex-presidente Lula (PT) na disputa pela presidência, Sileno preferiu não se aprofundar e disse “não ter este grau de informação”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *