Quando você não é prioridade

por Carlos Britto // 17 de junho de 2009 às 08:47

petrolina166yuHoje (17) a Câmara de Vereadores de Petrolina vota os dois projetos do executivo em caráter de urgência urgentíssima.

O primeiro sobre os médicos e suas solicitações de diárias e benefícios, e o segundo que diminui impostos de 5% para 3%  para clínicas médicas, no qual a prefeitura renuncia a esta receita.

Ao Blog, os vereadores Osinaldo Sousa e Alvorlande Cruz teceram duras críticas ao executivo.

Alvorlande considerou um contra-senso a atitude do prefeito em mandar um projeto que gera despesa com os aumentos para a classe médica que presta serviço ao município e um outro que renuncia a divisas que o município receberia.

É um completo absurdo. O prefeito só pode renunciar a receita se mostrar imediatamente como vai repor essa receita perdida. A lei de Responsabilidade Fiscal no artigo 14 cobra isso. Ele manda um projeto criando uma despesa e ou outro renunciando a receita? Como é que ele fala que tem problema de caixa ainda? Júlio Lóssio está na contramão da administração, afirmou.

Osinaldo Sousa bateu ainda mais forte. Todo mundo sabe que Lóssio tem clínica e o vereador Dr. Pérsio também. Isso é para beneficiá-los bem – como aos seus amigos. Dono de clínica tem dinheiro. Por que ele não concedeu desconto a quem tem mercearia, metalúrgica, oficina e outros comércios?”, alfinetou.

Comentário meu:

A Câmara deve aprovar o primeiro projeto e acabar de vez com a crise médica em Petrolina hoje. Contudo, o segundo projeto que baixa impostos apenas de seguimentos médicos é de um absurdo monumental. Esse “privilégio” fere de morte o princípio da igualdade. Por que a clínica do “seu dotô” pode pagar menos imposto do que qualquer comerciante da cidade? Qual o critério? Existe agora cidadão de primeira ou segunda classe? Se for por incentivos por que não incentivar outros seguimentos também?

Privilegiar uma classe em detrimento de uma população que paga altos impostos e que derrama um bocado de suor me parece estapafúrdio e bem desigual.

O que a prefeitura deveria mesmo era cobrar de diversas clínicas impostos e obrigações atrasadas com a mesma força com que coloca na dívida ativa o cidadão comum. Por que não se anistia o IPTU de quem é pobre demais e deixa quem pode pagar cumprir com sua obrigações?

Os vereadores precisam mostrar independência e decidir nesse momento se foram eleitos para defender a comunidade ou agradar os grupos de sua corrente política. Mais tarde o blog coloca aqui a relação dos vereadores e como votaram. Contra ou a seu favor.

Quando você não é prioridade

  1. Leitor disse:

    Ótima matéria! Quero ver os comentários.

  2. entubado disse:

    Ainda bem que os novos vereadore estão aprendendo o ofício de vereador com muita facilidade. Nem parecem aqueles neófitos do início do ano. Agora, por outro lado, o executivo continua verde, verde. Esse aí nem carbureto dá geito. É daqueles ficam velhos e morrem e não amadurecem. Parabén aos vereadores. Não saber fazer é o mínimo. Pior é o sujeito não saber e não querer se convencer de que não sabe. Petrolina vai sofrer muito com este homem administrando por mais 3,5 ano.

  3. Manezim do Juá disse:

    Em Juazeiro, o ISS para a área da saúde é de 5%.
    Para os serviços prestados ao SUS, com a sua vergonhosa e indecente tabela, o imposto cobrado pela prefeitura é de 2,5%.
    Acho que seria uma boa opção para ser adotada em Petrolina, uma vez que o desconto não valeria para procedimentos pagos por particulares e convênios. Funcionaria como um incentivo para que os ilustres doutores, com suas clinicas e hospitais bacanas, abrissem as suas portas para atender a população que depende do Sistema Único de Saúde, aumentando assim a oferta de serviços.

    abraços,

    Manoel dos Anjos

  4. Reinaldo disse:

    Este blog esqueceu de dizer que as empresas de onibus também têm redução de ISS. Estranhamente essa medida foi tomada no governo passado. A sabedoria popular diz ainda que FBC é dono de uma das empresas. Logo, o mototaxista sempre foi perseguido e espancado na gestão FBC/ODACY. Publica essa, Brito!

  5. UTI disse:

    A saúde no Brasil é notícia, aqui e em qualquer lugar, mas certamente em Petrolina que a classe médica acha que devem ser privilegiados e que monopolizam o mercado tudo isso que ora acontece ainda irá acontecer por muito tempo.

    A saúde é de competência do Estado, mas as Prefeituras não tem condições técnicas/operacionais e sequer financeiras para gerir um sistema hospitalar, que por mais simples que seja é muito oneroso. Haja ista que as cidades de Juazeiro e Petrolina atendem há aproximadamente 50 municípios e com recursos advindos somente para estas duas cidades. Onde é muito fácil qualquer destas prefeituras manter uma boa ambulância e desová-la por aqui. No mais, o Dom Malan só serve pra se fazer política e isso deve se acabar.

    Há também a falta de mão-de-obra, onde médicos oriundos de outras cidades não querem trabalhar na região, fato que espero que seja suprido com os novos profissionais da UNIVASF, certamente a concorrência irá modificar ao longo do tempo a escassez e os custos.

    Por outro lado o Governo Federal deveria aumentar o número de vagas nas Faculdades de Medicina, trazendo ao país um benefício incalculável dando assim um maior acesso a quem necessita e serviços médicos/hospitalares.

    Agora reduzir alíquota para a atividade e saúde e renunciar receita da classe médica é um absurdo. Médico ganha muito bem por aqui e são muito privilegiados, a maioria tem salários de R$ 10.000,00, outros chegam a R$ 20.000,00 mês.

  6. Ambrosio disse:

    Eu não quero saber de nada. Só sei que sou professor, mas vou entrar na Universidade de novo e vou virar médico. Eu quero é enricar.

  7. Robervaldo disse:

    Ô vereador desinformado….

    “Osinaldo Sousa bateu ainda mais forte. “Todo mundo sabe que Lóssio tem clínica e o vereador Dr. Pérsio também. Isso é para beneficiá-los bem – como aos seus amigos. Dono de clínica tem dinheiro. Por que ele não concedeu desconto a quem tem mercearia, metalúrgica, oficina e outros comércios?”, alfinetou.”

    Caro vereador fraco: comércio não paga ISS.

    O povo tem o que merece… manda fogo, jeová!

  8. Carlos Andre disse:

    Roberval,

    Cuidado com a velocidade de criticar, para tambem não incorrer no mesmo erro, você pode está correto no caso de mercearia, mas metarlugica e oficana tambem são prestadoras de serviços e pagam sim ISS, duvida consultar a Prefeitura.

  9. Carlos Andre disse:

    Bom dia,

    Voui me ater a redução de ISS para operadores de Saúde.

    Concordo com os vereadores e com colocação de Carlos Brito, é no minimo inoportuno encaminhar esses projetos juntos ja que o problema no momento é a questã contratual dos medicos da Prefeitura de Petrolina. Um projeto de redução de ISS deve ser precedido de discursão e apresentação por parte da Prefeitura de como vai recuperar essa renuncia de receita, e também a prefeitura tem a obrigação de mostrar o que essa redução vai trazer de beneficio a população porque pelo a menos até o momento só esta benenficiando um setor do qual faz parte o nobre Prefeito e seu Lider sem demosntrar nenhuma contra-partida para população.

  10. epaminondas disse:

    A “MASCARA” ESTA CAINDO!
    CADA DIA QUE PASSA A POPULAÇAO CONHECE MAIS O SR PREFEITO…
    JULIO ESTA MOSTRANDO A QUE VEIO:
    VEIO PARA RESOLVER A QUESTAO DELLE MESMO!
    VEIO PARA RESOLVER AS “PROMESSAS”A SETORES CORPORATIVISTAS ,EM DETRIMENTO DA POPULAÇAO”!?
    E ISSO QUE ESTA PARECENDO.
    UM HOMEM COM PROPOSITOS MERAMENTE PESSOAIS…
    DESCONHECE O SERVIÇO PUBLICO,
    DESCONHECE A PALAVRA DOAÇAO-NO SENTIDO MAIOR!?
    QUEM TIRA DOS POBRES PRA DAR AOS RICOS MERECE UM NOME MUITO FEIO!
    ESTE IMPOSTO DEVE SERVIR PRA SANEAR AS CONTAS PUBLICAS E SERVIR MELHOR AO POVO.
    PEÇO AOS SENHORES VEREADORE FICAREM DO LADO DO POVO.
    DIGAM NAO A REDUÇAO DESTE IMPOSTO ATE QUE JULIO DIGA DE ONDE IRA TIRAR A DIFERENÇA QUE PRETENDE DAR AOS AMIGOS DONOS DE CLINICA.
    PARECE ATE QUE FAZ POLITICA EM CAUSA PROPRIA JA QUE E DONO DE CLINICA…

  11. Fabiano disse:

    Boa Carlos Britto, Coleque as relação de quem votou e de como foi votado, dessa forma essa informação chegara a um maior numero de pessoas da popupalação, e na proxima eleiçao saberemos qual vereador esta do lado do povo. O primeiro projeto deve ser arpovado, o segundo, DE FORMA ALGUMA! a não ser que esse segundo projeto possa beneficiar todos os outros “comercio”.

  12. Juju Carabina disse:

    Pense numa sede ao pote…

    O Sr. Julio tem que enteder que ele é Prefeito de uma cidade e não o representante da classe dos médicos.

    Dessa maneira, como bem colocou o CARLOS BRITO, a coisa perde o sentido da lógica da Administração Pública.

    Já é hora mais do tardia de termos uma posição firme da câmara de vereadores( não falo de audiencia pública) e do Ministério Público contra esses abusos:

    CASO SANEPAV, CASO FACAPE, CASO IMIP, CASO REDUÇÂO DE IMPOSTOS. esqueci algo???

  13. Fernando disse:

    Depois do caso SANEPAV, infelizmente, e para alegria dos abutres de plantão, o Prefeito volta a dar outro tiro no pé. Essa lei não pode passar, cabe ao vereadores barrá-la. Se tem uma classe que está ganhando dinheireiro em Petrolina é a classe médica, tanto pessoa física quanto jurídica. Votei em Lóssio e torço para que essa aberração não seja aproada.

  14. VÍTOR PAULO ALVES disse:

    PARABÉNS A “JUJU CARABINA” PELAS LEMBRANÇAS, PARECE MESMO QUE O POVO TEM MEMÓRIA CURTA…
    VAMOS DAR UM BASTA AOS DESMANDO DESTE PREFEITO VERDE (no sentido de imaturo), ELE REALMENTE GOVERNA DE COSTA PARA O POVO QUE O ELEGEU (menos eu…)!!!!!

  15. olho vivo disse:

    Olha o Dr. Lost louco pra pegar uma carona no movimento justo dos médicos e se benificiar, bem como Dr. Péssimo e Dr. “sem moral” Mendes. Caras espertos!

  16. Pedro Henrique disse:

    Vereadores e Veradoras,

    Um mínimo de responsabilidade e Zelo com a causa do povo (pobre) é não aprovar essa mamata para a classe médica (rica).
    Dr. Júlio, francamente, QUE DECEPÇÃO!

  17. ATENTO disse:

    Agora, quer beneficiar os grandes hospitais e clinicas de Petrolina, reduzindo o ISS de 5% para 3%. E, dizem, tem um perdão de dívida.
    Muito estranho, tudo isto. Principalmente a redução de ISS e o perdão de dividas. Como é que uma prefeitura não tem recursos financeiros e reduz impostos e perdoa dívidas. Major Enfermeiro, caba, kd vc, líder da oposição? Junte-se ao Osinaldo, ao Alvorlande, a Cristina Costa, a Anatélia e demais opositores e não permita que esse absurdo seja aprovado. Parodiando a torcida corintiana: NÃO VOTA! NÃO VOTA! NÃO VOTA!

  18. AMIGO DA ONÇA disse:

    EI PESSOAL,

    JULIO VAI CUMPRIR AS PROMESSAS DE CAMPANHA E DEPOIS VAI CAIR FORA DA PREFEITURA…

    ACHO QUE NESSES 6 MESES VAI SE LIBERTAR DO RABO DE FOGUETE QUE SE METEU…

    AGORA ANTES TEM QUE CUMPRIR COM O QUE ACORDOU NA CAMPANHA…

    SAI EM JULHO, JULIO…..

  19. Sofia disse:

    Não acredito que o segundo projeto tenha sido fruto de regalias para o prefeito e vereador, mas sim uma atitude de desespero, de falta de pulso e administração, falta maturidade no governo para negociar e liderar a nossa cidade, o que faz em tão pouco tempo, trocar os pés pelas mãos tantas vezes.
    Sei de uma coisa se correr o bicho pega se ficar o bicho come, e das duas maneiras quem se prejudica é a população mais carente e que necessita dos serviços públicos. Cabe aos vereadores julgarem de maneira responsável se continua a guerra, ou assegura um serviço por pior que ele seja, mas que se faz necessário. FACA DE DOIS GUMES!

  20. Sofia disse:

    Duvido muito que qualquer medida tomada, regalias dadas, salários aumentados, a nossa saúde mude de cenário, é crítica a maneira desprezível dos atendimentos, da atenção dada aos usuários, da falta ética para com os mais necessitados(principalmente)….

  21. SOBREVIVENDO disse:

    Algo me diz que estes projetos não serão votados hoje. O da redução do ISS com certeza.

  22. Pe. Antonio disse:

    O comentário de Carlos Brito está perfeito. Parabéns! Divulque depois a relação de quem votou. O cidadão tem direito de saber como vota o vereador que escolheu para lhe representar, É essa umas das tarefas principais do vereador…..

  23. Nunes disse:

    Uma sugestão para os senhores vereadores,como a saúde de Petrolina se encontra na UTI. A redução do ISS proposta pela Sr, Prefeito Julio Lossio, para os médicos e suas clinicas e hospitais poderia ser transformada em atendimentos e procedimentos para os usuarios do SUS nas Clinicas, Hospitais e Médicos beneficiados apenas um ideial duvido que eles aceitem…..

  24. TOTALMENTE PERDIDO disse:

    ERRAR TODO MUNDO ERRA, FEITO PETROLINA ERROU QUANDO COLOCOU UM MERO DESCONHECIDO PARA SER PREFEITO DESTA G R A N D E CIDADE, AGORA, DESCONHECIDO PREFEITO SO SENDO UM FORASTEIRO SEM COMPROMISSO COM A NOSSA PETROLINA E COM A POPULAÇAO MENOS FAVORECIDA E ENGANADA QUE LHE ELEGEU , PARA MANDAR UM PROJETO DIMINUINDO O VALOR DO IMPOSTO(ISS) DOS SEUS RICOS COLEGAS, ISTO ALEM DE SER ILEGAL E BASTANTE IMORAL. DEPOIS NÃO VENHA DIZER QUE A PREFEITURA NÃO TEM DINHEIRO?????NO MEU ENTENDER A PREFEITURA DEVE ESTAR RECOLHENDO MUITO DINHEIRO, HEIN.
    QUEM SERÃO OS PROXIMOS BENEFICIADOS???FORA OS SEUS COLEGAS??????OS MARCENEIROS?OS CARPINTEIROS???AS OFICINAS?OS FEIRANTES? CADE A PETROLINA MAIS JUSTA , OU ERA SO ENGANAÇÃO DE UM MAIS PARA GANHAR UMA ELEIÇÃO?

    PROFUNDAMENTE TRISTE E ARRENPENDIDO.

  25. Clara disse:

    Até eu pensei no início da legislatura que esta seria a mais fraca camara de vereadores, porem, estou cada dia mais convencida que os atuais vereadores são os melhores que Petrolina ja possuiu e, como sempre Osinaldo e Alvorlande dando show. Continuem defendendo nosso povo, pois, o prefeito está sem rumo, perdido e desorientado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *