Projeto Pedra Branca, entre Curaçá e Abaré, receberá R$ 13,5 milhões em investimentos

0
(Foto: Reprodução)

As 13 agrovilas do Projeto Pedra Branca, entre Curaçá e Abaré, no norte da Bahia, terão a maior parte dos recursos destinados pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf). O Estado deve ficar com R$ 13,5 milhões do orçamento, enquanto Pernambuco recebe R$ 10 milhões.

A discussão sobre os problemas do projeto estavam sendo capitaneadas pelo senador pernambucano Fernando Bezerra Coelho (MDB), que havia conseguido resolver o impasse financeiro, mas sem uma definição clara sobre a distribuição dos recursos entre as agrovilas baianas e pernambucanas.

O fato chamou a atenção do deputado federal baiano José Carlos Aleluia (DEM), que entrou para representar o Estado junto à Codevasf. “Recebemos o alerta de que a parte baiana poderia ficar sem a maior parcela dos recursos, o que não seria justo. Fui à Codevasf e fiz uma apresentação sobre a importância das agrovilas de Curaçá e Abaré. Foi um trabalho de convencimento que fizemos com sucesso“, comemorou Aleluia, após reunião com o presidente da Codevasf, Avelino Neiva.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome