Queda de braço continua: Por reajuste do piso, professores de Uauá ocupam prédio da Secretaria Municipal de Educação

1

Uauá2

UauáEm Uauá, no Norte da Bahia, a queda de braço entre os professores da rede municipal e a prefeitura parece longe do fim e ganhou mais um capítulo nesta quarta-feira (21). Em greve há 12 dias, eles decidiram invadir o prédio da Secretaria de Educação como forma de pressionar o Executivo a conceder o reajuste do piso salarial, de 8,32%.

Os professores saíram da Praça da Resiliência e seguiram até a sede da Secretaria com faixas e cartazes e bradando palavras de ordem. Para o coordenador do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia (APLB) de Uauá, Francisco Prolepses, os professores estão exercendo democracia e cidadania, em busca de seus direitos.

“Estamos andando em todas as comunidades, conversando, informando e tirando possíveis dúvidas sobre o movimento. Deixando claro que vamos pagar os dias parados, quando nos pagarem o que é nosso por direito. A mesma lei que garante o direito à educação dos alunos é a mesma que garante a valorização dos profissionais em educação.”, declarou Prolepses.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome