Professor de Petrolina é baleado após tentativa de assalto

11

MarcioUm professor da Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina (Facape) está internado na UTI de um hospital particular da cidade após uma tentativa de assalto no fim da tarde de hoje (13). Márcio Araújo foi atingido com dois tiros, um no tórax e outro na perna.

O professor, que é economista e dá aula nos cursos de Ciências Contábeis e Economia, foi submetido a um procedimento cirúrgico e não corre risco de morte. As primeiras informações dão conta que a tentativa de assalto teria acontecido no bairro Maria Auxiliadora, zona leste da cidade.

11 COMENTÁRIOS

  1. Márcio é um homem digno e honrado. Lamentavelmente a violência cada vez mais nos assusta ao a sentirmos de muito perto! Faço votos que sua recuperação seja breve!
    Força, Amigo! Se precisar de transfusão de sangue, estou aqui!

  2. Marico é meu amigo ha mais de 10 anos.
    Divido escritório com ele e estava morando no mesmo prédio que ele no Maria Auxiliadora. Não dúvido que tenha sido em frente ao prédio essa tentativa, já tive carro roubado e várias outras coisas.. local muito violento… na torcida pela melhora dele.

  3. Professor do Curso de Direito também. Esperávamos Márcio para uma aula ontem às 16:50. É um professor muito querido, muito íntegro, que ele se recupere logo.
    Lamentavelmente, é dessa forma que vivemos hoje, vulneráveis ao crime, à violência. Imagino que no local onde isso aconteceu, já havia histórias de assalto, roubo e furto de carro, etc, mas nem por isso estava com a segurança reforçada. Somos tão “vigiados”, em tantos aspectos sociais, entretanto onde deveria haver vigilância, estamos DESPROTEGIDOS.

  4. Desejo que você se recupere o mais breve possível, prof. Márcio. Desejo também proatividade na(s) polícia(s) de de Petrolina para mandar esse lote de vagabundo para a cadeia ou pro “Cumitero”.

  5. Eu e minha família estamos muito assustados com o ocorrido. É horrível você sentir-se preso em seu próprio lar e correndo o risco de assaltantes e delinquentes lhe abordarem na sua própria calçada ou pularem o muro de sua casa para atentar contra os seus.
    A tentativa de assalto ocorreu na rua onde moro há mais ou menos sete anos. É cada vez mais crescente a violência no nosso bairro, na nossa cidade. Há episódios desde assalto a celulares, a arrombamento de casas ou esse tipo de assalto a mão armada com vítima baleada….
    Ao sair pra rua temos que olhar mil vezes para um lado e para o outro, não para nos certificarmos que não seremos atropelado por algum carro, mas sim para termos certeza que não existe nenhum bandido delinquente escondido para nos abordar. Crianças e jovens fazem o trajeto para escola assustados. Eu mesma saio de casa todos os dias orando a Deus para conseguir chegar ao meu destino ilesa. Infelizmente, a insegurança além de nos assustar tem feito cada vez mais vítimas e nós ficamos de mão atadas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome