Professor cobra transparência da prefeitura sobre construção de academia particular no Parque Josepha Coelho: “Tem algo esquisito”

13

professor-sebastian-torres

Depois da notícia de que uma academia de ginástica particular será instalada no Parque Jospeha Coelho, área central de Petrolina, surgiram vários questionamentos quanto à legalidade e transparência da obra. Para a implantação da academia foi necessário fechar uma arena, que servia sobretudo para uso coletivo de eventos culturais.

Um dos indignados com a obra é o professor Sebastian Torres, que tem um projeto social pelo qual oferece aulas a crianças carentes de várias comunidades de Petrolina. Em entrevista a este Blog, ele contou que, durante a atual gestão, tenta conseguir um espaço para implantar seu projeto, e agora cobra explicações da prefeitura sobre a academia no parque.

A gente está atrás de transparência. Por diversas vezes eu tentei um espaço na cidade para funcionar um projeto meu, que está há anos a céu aberto, com crianças carentes, no qual a gente cobra apenas boas notas [na escola] e bom comportamento, além da idade de 10 a 16 anos. Mas ficou nesse imbróglio: empurra pra lá, pra cá, e a gente nunca conseguiu, não deu em nada”, contou.

Há pouco mais de um mês, a assessoria de imprensa da prefeitura garantiu que a obra foi licitada, mas somente a Academia Pollo se interessou em participar da mesma. Com relação a esta questão, o professor Sebastian disse quese houve realmente essa licitação e saiu esse edital, ninguém ficou sabendo. A gente quer saber como foi essa concessão e de que foi. Eu creio que, no mínimo, tem algo esquisito”, indagou.

Ainda segundo a assessoria da prefeitura,em contrapartida, a academia será responsável pela manutenção do Parque, inclusive pagamento dos funcionários. Os atletas das seleções esportivas que representam o município terão acesso gratuito aos serviços oferecidos pela mesma, e também será disponibilizado para os frequentadores do parque um instrutor para orientar as pessoas que fazem corrida e caminhada no local.”

Abrangência 

O projeto de Sebastian abrange as áreas dos bairros José e Maria, Santa Luzia, São Jorge e outros bairros periféricos de Petrolina. Além do trabalho social, que é 100% gratuito, o professor dá aulas particulares e também atua em academias da cidade.Eu acredito que o conhecimento só é válido se ele for passado adiante. O objetivo número um do meu projeto é a inclusão social, é a educação através do esporte. E a gente quer uma resposta”, concluiu. O espaço está aberto para novos esclarecimentos da prefeitura.

13 COMENTÁRIOS

  1. Creio que a intenção da prefeitura com essa PPP é reduzir o custo da manutenção do parque para o erário. O trabalho do Sr. Sebastian é louvável, mas por ser gratuito não gera renda, e se não gera renda não tem como dar a contrapartida na manutenção do parque. Não me levem a mal, são apenas fatos.

  2. Professor, então vc vai lá e fica cuidado do parque! simples! Aquilo é um elefante branco, só dá despesa. Prefeitura está é certa em colocar administração na mão de particular. Se for deficiente, quebra contrato e pronto. Isso já acontece em outras cidades no Brasil, então só aqui que não poderia acontecer?

  3. Será que os professor tem estrutura para dar a contrapartida? No mais, para desenvolver esse trabalho, não há necessidade do professor ter um espaço público para dizer “seu”. O parque tem outros quiosques, basta pedir autorização que a prefeitura liberar, não para ser o posseiro, mas para uso gratuito.

  4. Se todos os espaços públicos forem tomados pela iniciativa privada, não precisaremos nem de prefeituras nem de prefeito nem. muito menos de pagar impostos, o próprio nome já diz publico! Parabéns professor o Sr, está certíssimo lute por um direito seu. espaço publico tem que ser cuidado dinheiro a prefeitura tem e muito o que falta é administração e boa vontade!

    • Aí depois dizem que eu sou o agressor aqui, que eu estou agredindo a sociedade petrolinense! Vejam o linguajar chulo e depreciativo do Popó em referência a minha pessoa! Claro, não tem argumentos para refutar as minhas colocações, resta o ad hominem!

  5. Obrigado ao apoio dos amigos. Para os comentários dos que ainda vivem de mamar nas tetas da prefeitura,sangue sugas e marionetes, se realmente quiserem divergir faço questão de ser PESSOALMENTE. Vão me achar fácil, logo na entrada do parque ao lado da tal academia. Faço questão de conversar olho no olho com vcs!

  6. Aos defensores da prefeitura,estarei bem na entrada do parque ministrando aulas GRATUITAS para crianças carentes as terças,quintas e sábados das 19:00 as 20:30. Apareçam la, faço questão de conversar com vcs pessoalmente!

    • O quem têm de lamentável nisso? A prefeitura esclareceu que irá fazer uma concessão para administrar o parque. Isso significa que o custo de manutenção do parque será dividido entre os entes participantes. Para o erário isso é um alívio. A prefeitura informou que fez a licitação e que apenas uma empresa se interessou na concessão. Não tem nada de lamentável nisso, procure no google pelos parques administrados por concessões e compare estes com os parques 100% públicos e veja a diferença.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome