Prodecon de Petrolina orienta consumidores para as compras na Black Friday

0
Foto: Divulgação

Muitos clientes já estão se preparando para fazer compras pela tão esperada promoção Black Friday, que acontece sexta-feira (29) em lojas de Petrolina e de todo o Brasil. Mas, o Programa Municipal de Defesa do Consumidor (Prodecon) alerta os consumidores petrolinenses para não caírem em possíveis fraudes nos preços.

Para evitar que os clientes caiam em armadilhas, o órgão ligado à prefeitura vem monitorando os preços das lojas e dá dicas de como fazer boas compras. De acordo com o diretor-presidente do Prodecon, Dhiego Serra, o primeiro conselho para quem está pensando em comprar algo é pesquisar, desde já, os preços dos produtos em diferentes lojas para verificar se o bem ofertado tem, de fato, uma redução no preço.

O consumidor deve ter muita atenção aos detalhes das ofertas. Uma fraude muito comum neste período é de aumentar o valor alguns dias antes e no dia da campanha promocional baixar o valor para justificar um grande desconto que na verdade não existe”, alerta o diretor-presidente.

Quem é adepto das compras virtuais também deve ficar de olho aberto à clonagem de sites. Neste caso, os fraudadores podem capturar os dados do cartão de crédito, e outros dados para realizar falsas compras. O petrolinense também deve ter muita atenção nas compras realizadas pelo Instagram, uma vez que, os perfis falsos podem aparecer na sua rede social.

Dicas importantes

Nas compras pela internet, o consumidor tem um prazo de sete dias para se arrepender, cancelar a compra e receber o seu dinheiro de volta integralmente. Outra dica importante é, em caso de erro por parte do fornecedor, o consumidor pode pedir a troca depois da compra. Segundo o Prodecon, o preço promocional não anula os direitos do consumidor. Acerca da garantia legal, ou seja, fazer a devolução do produto com defeito, por exemplo, permanece mesmo que ele esteja em promoção. A loja é sempre obrigada a trocar produtos com defeito ou a ressarcir o valor pago. As informações sobre preço, prazo e entregas devem estar em destaque e o consumidor tem que ter acesso a estas informações sem que seja necessário chamar um vendedor ou atendente da loja para obtê-las antes do pagamento.

Qualquer cliente que se sinta lesado pode fazer sua reclamação junto ao Prodecon. Para isso, basta procurar o órgão no térreo do Centro de Convenções Senador Nilo Coelho, das 8h às 12h. Para formalizar uma denúncia é preciso apresentar cópia de RG (Identidade), CPF, comprovante de residência, além de nota ou contrato relacionado ao produto ou serviço denunciado. O telefone do órgão é: (87) 3861-3066.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome