Privatização dos Correios pode causar demissão de 40 mil trabalhadores

2
(Foto: Reprodução)

A privatização dos Correios está sendo planejada para o final de 2021 e pode acarretar a demissão de 40 mil trabalhadores. Executivos de empresas privadas dizem que fariam o mesmo serviço com praticamente a metade do quadro atual de 100 mil funcionários.

A equipe econômica do presidente Jair Bolsonaro não pretende absorver os trabalhadores que forem descartados com a venda da estatal.

Outro complicador é o passivo de cerca de R$ 11 bilhões deixado pelos governos passados no fundo de pensão Postalis, e de R$ 3 bilhões no plano de saúde dos funcionários. O governo ainda irá avaliar o rombo e honrar o pagamento dos que ainda vão se aposentar. Uma das opções é descontar do valor a receber, mas isso será definido no desenho da venda. (De Agência)

2 COMENTÁRIOS

  1. Sou a favor da privatização dos correios para que não vire mais um cabide de empregos, infelizmente estatal no Brasil foi usada durante quase 30 anos, apenas para satisfazer interesses póliticos, mas que na hora que o prejuizo vem, quem arca com os prejuizos é sempre o povo.

  2. Também sou. Empresa ineficiente mesmo sem concorrência. Onde presta um péssimo serviço a população mesmo sendo paga para tal serviço. Servindo apenas como cabide de emprego e de desvio de dinheiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome