Primeiras cirurgias públicas de embolização de aneurisma cerebral são realizadas em Petrolina

3

HUAs primeiras cirurgias públicas de embolização de aneurisma cerebral foram realizadas em Petrolina, resultados de uma parceria entre a equipe médica dos Hospitais Universitário (HU) e do Neurocárdio. Os procedimentos foram comandados pelo neuroradiologista Marcos Barbosa e a equipe de neurocirurgia da unidade, sendo acompanhada pelos médicos residentes da área.

Um dos residentes em neurocirurgia Dr. Erivaldo Fonseca, relatou a diferença entre a nova técnica adotada e a anterior. Segundo ele, antes era preciso abrir a cabeça do paciente (craniotomia), e a cirurgia durava em média quatro horas. Agora, é guiado através de imagem, e dura cerca de 50 minutos.

“A técnica de embolização de aneurismas cerebrais possibilita uma recuperação mais rápida e sem dor, bem como redução do risco de infecção hospitalar e ausência de trauma, visto que não há abertura do crânio, além de garantir uma alta precoce”, explicou.

A paciente Josefa Nunes Soares conta que sentiu uma dor de cabeça muito forte subitamente. “Foi a pior dor de cabeça da minha vida, senti um mal-estar, com suores frios, náuseas e vômitos. Não falava, nem reconhecia meus próprios filhos”, relata a paciente, que comemora a alta da unidade.

Segundo o coordenador de residência em neurocirurgia do HU, Dr. José Carlos Moura, a técnica exige profissionais com uma boa formação. Ele explica que o neuroradiologista realizará o procedimento semanalmente. “Essa conquista da residência é mais um grande benefício para os pacientes do SUS da região do Médio São Francisco”, enfatizou. (Fonte/foto: Ascom HU)

3 COMENTÁRIOS

  1. Se é tão maravilhoso assim, porque é que médicos, políticos e ricos quando tem qualquer dor na unha vão buscar o tratamento fora? Nenhum fica aqui, o exemplo recente é o próprio prefeito. Ele nem confia nos colegas!

  2. Vão sempre existirem casos que exigirão mais ações complexas, que serão transferidos. Alguns de São Paulo irão para os Estados Unidos ou Inglaterra, porém a maioria se resolve em Petrolina e muito bem. Vamos continuar beneficiando a maioria

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome