Dr.Pérsio pode ser nome do PV para disputa majoritária de Petrolina

3

dr persio

Se depender do presidente do Partido Verde (PV) de Petrolina, Augusto Ribeiro, a sucessão do prefeito Julio Lossio (PMDB) em 2016 ganha mais um concorrente: o vereador Dr.Pérsio Antunes (PMDB).

Pelo menos foi o que revelou Ribeiro nesta quarta-feira (24) ao Programa ‘Manhã no Vale’, da Rádio Jornal. “Ele (Dr.Pérsio) é hoje uma liderança, um homem forte, de confiança e com musculatura para representar bem Petrolina”, disse o presidente do PV.

augusto ribeiroRibeiro, no entanto, ressaltou que esse é um desejo pessoal seu, mas essa decisão não depende apenas dele. “O PV não é Augusto Ribeiro. Temos um grupo e precisamos ouvir os demais companheiros”, frisou.

Dr.Pérsio reforçou as palavras do presidente. Prestes a deixar o PMDB ainda esta semana, com o respaldo da Lei Eleitoral, o vereador já está com tudo acertado para embarcar na nova legenda e a encarar o projeto do PV – que é de ter candidatura própria na majoritária e na proporcional. Ele ponderou, no entanto, fazer parte de um grupo liderado na cidade pelo senador Fernando Bezerra Coelho (PSB). “Iremos sentar e ouvir o comandante do barco, que é FBC. Se ele disser que sou eu (o nome para a disputa), estou pronto a assumir o comando. Se for outro, estaremos juntos de todo jeito”, analisou.

Empolgado, Ribeiro afirmou que mesmo não acontecendo essa autorização do líder socialista, ele ressaltou que Dr.Pérsio “está preparado para representar o PV e o povo de Petrolina”.

Críticas

Sobre FBC, Dr.Pérsio rasgou elogios. Disse que a convivência com o senador o mostrou um político “ético, que tem respeito ao adversário, moralidade e consideração”. Segundo o vereador, alguns desses predicados ele não achou em Lossio, seu ex-aliado do qual chegou a ser líder na Casa Plínio Amorim. “Faltou consideração e respeito, faltou cumprir o que foi acordado. Se você não cumpre o que é acordado, você não é digno de consideração”, alfinetou Dr.Pérsio, lembrando o rompimento com Lossio, em 2014, por subir num palanque diferente daquele que o prefeito tinha optado. “Eu não seguiria com o Partido dos Trabalhadores, não é o meu perfil. E não poderia deixar o meu partido no estado. O prefeito seguiu o PMDB nacional. Eu não discordei dele. Ele tinha seus motivos, mas eu tinha os meus para seguir o PMDB estadual, do vice-governador Raul Henry”, lembrou.

Num recado sutil ao grupo de Lossio, Dr.Pérsio disse que o atual prefeito tem seus méritos administrativos, mas não se pode deixar de reconhecer o trabalho de todos os ex-gestores e lideranças políticas de Petrolina. “Não podemos querer esconder o passado, achando que só o presente é que é vivo. O presente vive para o futuro, e o passado ajudou a construir o presente, que fará o futuro. A vida não é só de reis e chefes que acham que mandam momentaneamente”, finalizou.

3 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome

6 − dois =