Prefeitura de Petrolina começa ações para garantir travessia das barquinhas

0

Equipes da Prefeitura de Petrolina iniciaram, no dia de ontem (30), uma série de ações no ponto das barcas que fazem a travessia entre a cidade e a vizinha, Juazeiro (BA). O serviço foi planejado durante a semana passada, juntamente com a Agência Fluvial da Marinha do Brasil em Juazeiro e a Associação Travessia das Barquinhas – que deram suporte à iniciativa.

A ideia é trabalhar para aumentar a profundidade da bacia de manobra, a fim de evitar que as embarcações encalhem, principalmente depois da nova redução na vazão da Barragem de Sobradinho, de 600 metros cúbicos por segundo m³/s para 550m³/s, medida já autorizada pela Agência Nacional de Águas (ANA), e que aguarda parecer do Ibama.

Além de medições para checar a profundidade do leito do rio em toda a área de aproximação do ponto onde as barcas atracam, também foram retirados cascalho, areia e pedras do lado esquerdo do ponto de embarque e desembarque. O mesmo trabalho seria realizado no lado direito, só que uma grande quantidade de pedras foi encontrada, o que impediu o avanço das máquinas. Um problema que deve ser superado em breve, de acordo com o diretor-presidente da Agência Municipal do Meio Ambiente (AMMA), Rafael Oliveira.

“Isso fez com que tivéssemos que repensar parte da nossa estratégia, a fim de que possamos realizar um trabalho eficiente e mantendo o nível zero de impacto ambiental”, pontua Oliveira.

Novas ações

A partir da necessidade de seguir com as ações pelos próximos dias, um novo encontro será realizado ainda nesta semana para definir novas ações, como explica o secretário de Infraestrutura, Habitação e Mobilidade, Coronel Heitor Leite. “Sempre atenta às questões ambientais de preservação do rio São Francisco, a gestão municipal movimenta-se para evitar que a situação da navegabilidade chegue ao ponto de interromper o transporte realizado pelas barquinhas. Por isso esse trabalho que começamos ainda vai continuar, até que os resultados sejam satisfatórios“, destacou.

Além de Rafael e do Coronel Leite, também participaram do trabalho de ontem o diretor de Projetos Ambientais da AMMA, Victor Flores, uma equipe da Secretaria de Infraestrutura, Habitação e Mobilidade (SEINFRAHM), o capitão da Agência Fluvial da Marinha do Brasil em Juazeiro, Silvio Miranda e o vice-presidente da Associação Travessia das Barquinhas, Aprígio Nunes. (Com informações da assessoria da PMP/foto divulgação)

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome