Prefeito de Exu recolhe dinheiro da Câmara e legislativo continua com ‘Recesso Branco’

0

DSC06309Uma crise entre o poder executivo e legislativo de Exu, no Sertão pernambucano deve adiar a construção da sede própria da Câmara Municipal de Vereadores.

Segundo os vereadores, o prefeito do município, Léo Saraiva teria recolhido o dinheiro que deveria ser utilizado nas obras. A construção começou em 2010, mas foram interrompidas depois que o gestor entrou com uma ação na justiça para requerer o saldo em caixa, cerca de R$ 262.828,93.

Segundo os vereadores, além do saldo em caixa, o prefeito também teria recolhido dos cofres da câmara o valor de 462.395,55 R$. Depois disso, o prefeito ainda reteve o valor de R$ 70.746,46, o que segundo as denúncias, teria deixado vereadores e servidores sem salário.

Diante da crise, o Presidente da Câmara Municipal decidiu decretar ‘Recesso Branco’, suspendendo os trabalhos parlamentares e funcionando internamente. De acordo com as informações da assessoria de comunicação, não há recursos financeiros para custear nenhum tipo de despesas, inclusive material de expediente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome