Pré-candidato a prefeito de Juazeiro, Anselmo Bispo diz estar tranquilo quanto à ‘concorrência’ e acredita que se fortalecerá

1
Coronel Anselmo Bispo. (Foto: Divulgação)

Pré-candidato a prefeito de Juazeiro (BA), o Coronel Anselmo Bispo destacou nesta terça-feira (31) ao Programa Carlos Britto, na Rural FM, que o atual momento pelo qual vive a cidade e o país é de preocupação em combater o novo coronavírus (Covid-19) e de menos política. Mesmo assim, ele não fugiu de questionamentos sobre a sucessão municipal.

Com grandes chances de se filiar ao DEM, Anselmo Bispo disse ver com naturalidade outros dois integrantes da legenda, os empresários Kalber Fernandes e John Khoury, também colocarem seus nomes para a disputa. Segundo o coronel, tudo ainda está na fase de conversações.

Aliado do deputado federal democrata Elmar Nascimento, ele revelou já ter conversado com o prefeito de Salvador e presidente nacional do DEM, ACM Neto, e com Jorge Khoury (irmão de John), de quem se disse “um eleitor” enquanto teve mandato. A conversa foi articulada por Elmar. Outras legendas da oposição,  frisou o pré-candidato, também estão no mesmo processo.

Porém, o coronel vem esbanjando confiança de que seu nome se fortalecerá a ponto de receber as bênçãos do seu futuro partido. “Tenho caminhado e sentido o retorno das ruas”, declarou, referindo-se aos encontros que participou antes da pandemia do Covid-19. Sobre um diálogo com outro pré-candidato oposicionista, Joseph Bandeira, liderança histórica e ex-prefeito da cidade, Anselmo Bispo mostrou-se inteiramente à disposição. Disse ainda que Joseph, pela sua grande experiência política, pode colaborar bastante com o projeto, e revelou que já vinha conversando com seus pares da oposição há muito tempo. “Desde dezembro de 2018, quando ainda não tinha colocado meu nome, tínhamos conversado sobre caminhar juntos”, pontou.

Foco

Por falar em experiência, o coronel assegurou não ter apego ao cargo de prefeito. Ele justificou que só colocou seu nome para avaliação do povo juazeirense “por amor à sua terra” e pelo fato de que poderá dar uma contribuição à cidade devido ao seu vasto currículo profissional como militar. Caso alcance êxito nas urnas, Anselmo frisou que o foco será “o enxugamento da máquina”, tornando-a mais eficiente.

“Serei prefeito dos juazeirenses, não de um grupo”, cutucou. Ele pretende também resgatar a autoestima da população, diante de tantos problemas atuais e que geram comparações com outras cidades, a exemplo de Petrolina (PE). “Juazeiro não precisa ser igual a outras cidades. Juazeiro precisa ser só Juazeiro, contanto que seja bem cuidada”, finalizou.

1 COMENTÁRIO

  1. Militares e politica, o resultado estamos vendo ai no País.
    Uma polícia e forças armadas que idolatram, na grande maioria , um ser igual ao Bozo, não deve ser algo sério.
    Será que o nobre Coronel trará o grande apoiador Bozo, para aquela “forcinha” na campanha?

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome