Posse do novo presidente do TCM-BA acontecerá na próxima segunda-feira

0
Foto: TCM-BA/divulgação

O governador Rui Costa deve participar da posse do novo presidente do Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia (TCM-BA), conselheiro Plínio Carneiro Filho, que será realizada nesta segunda-feira (11), às 10h30, no Plenário do TCM. Da solenidade devem participar também os senadores baianos Otto Alencar e Jaques Wagner; os presidentes dos poderes Judiciário, desembargador Gesivaldo Brito, e Legislativo, deputado Nelson Leal; além de deputados federais, estaduais, prefeitos e vereadores de municípios de todo o Estado.

O conselheiro Plínio Carneiro Filho foi eleito por aclamação para exercer a presidência do TCM-BA no biênio 2019 a 2021. A mesa diretora da corte será composta também pelo conselheiro Raimundo Moreira, eleito vice-presidente, e pelo conselheiro Fernando Vita, que foi escolhido para a Corregedoria. Plínio Carneiro substitui na presidência o conselheiro Francisco de Souza Andrade Netto, que assume a direção da Escola de Contas do TCM-BA.

Plínio Carneiro Filho, que agora assume o comando da corte de contas, foi o primeiro servidor concursado do corpo técnico do tribunal a ascender ao cargo de conselheiro, em vaga não destinada a auditor. Ele começou a trabalhar no TCM-BA no final da década de 1980, exercendo cargo comissionado, mas se inscreveu e foi aprovado em concurso público para a função de Analista Técnico de Controle Externo. Em 2010 foi indicado pelo então governador Jaques Wagner e aprovado pela Assembleia Legislativa para o cargo de conselheiro, na vaga decorrente da aposentadoria do hoje senador Otto Alencar.

O novo presidente do TCM-BA tem 49 anos e é bacharel em Direito pela Universidade Católica do Salvador (UCBA) e pós-graduado em Gestão Pública pela Universidade do Estado da Bahia (Uneb). Tem ainda cursos de especialização em Direito Administrativo, Direito Processual Civil, Orçamento e contabilidade Pública. No ano passado foi eleito para ocupar uma das diretorias da Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon).

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome