Por vídeoconferência, Miguel Coelho analisa ações contra novo coronavírus com Paulo Câmara e prefeitos pernambucanos

2
Foto: PMP/divulgação

O prefeito de Petrolina, Miguel Coelho, participou de uma reunião com o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, no final da tarde de hoje (12), por meio de uma vídeo conferência. Do encontro virtual também fizeram parte outros gestores municipais.

A pauta principal foi uma avaliação das ações do Estado nas cidades pernambucanas, em parceria com cada prefeitura.

Estou reunido neste momento com o governador @paulocamara40 e prefeitos de diversas cidades pernambucanas. Somando às ações que o governo tem feito pelo estado, aqui em Petrolina destaquei nosso trabalho na abertura dos leitos de UTI com o HU/Univasf, na montagem do nosso hospital de campanha e na aquisição dos 34 mil testes rápidos, que como vocês têm visto, estão sendo vitais para que tenhamos um conhecimento mais preciso sobre o número de casos da Covid-19 na cidade. O serviço de teleorientação pelo petrolina.tisaude.com, inclusive, foi destacado pelo governador como uma importante ferramenta deste trabalho. Pedi agilidade na instalação dos 30 leitos de UTI na UPAE anunciados pelo Governo do Estado, e reforcei que temos capacidade de realizar os testes PCR em parceria com a Univasf, mas que, para isso, precisamos que o Estado nos ajude com os insumos. O momento é de unir esforços, pois #juntostemosforça!”, escreveu Miguel, em suas redes sociais.

2 COMENTÁRIOS

  1. Miguel faça contrario a todos e isole os contaminados da população e salve a nossa Petrolina…Terra dos impossiveis.

    Miguel um criador de carneiros quando o bicho fica doente ele é separado dos demais do rebanho… Isso tem que ser adotado aqui em Petrolina tbm.
    Tirar os contaminados das suas casas e começar um tratamento em um lugar isolado.

  2. Muito interessante seria o Governo e Prefeitos não atenderem os Decretos da Presidência da República, mas também não lhes pedissem dinheiro para nada, ou não é assim quando o cabra fica independente e não obedece mais aos pais?

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome