Por mais um ano, Professor Gilmar levará para o Carnaval de Petrolina campanha de cidadania e conscientização social

2
Foto: Blog do Carlos Britto

Carnaval pode rimar, sim, com cidadania e conscientização. É isso que o vereador Professor Gilmar Santos (PT) pretende levar com seu mandato coletivo às ruas de Petrolina, pelo terceiro ano seguido, a campanha ‘Direito humano não é fantasia, carnaval é massa com democracia’.

Em entrevista ao Programa Carlos Britto nesta sexta-feira (21), na Rural FM, Professor Gilmar ressaltou que em qualquer evento que envolva recursos públicos, a exemplo da Folia de Momo, os representantes dos Poderes Legislativo e Executivo têm o papel de proporcionar políticas públicas que venham a minimizar e/ou afastar a violência nesses momentos festivos como o de agora.

Presidente da Comissão de Direitos Humanos e Cidadania da Casa Plínio Amorim, Professor Gilmar é autor de um projeto que se transformou na Lei Municipal 3.276/19, pela qual obriga a veiculação de mensagens contra as mais diversas formas de violência em eventos públicos patrocinados ou organizados pelo Poder Público.

Um dos principais focos da campanha, que teve início com o desfile do grupo de Maracatu ‘Baque Opará’, semana passada, é o abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes durante os festejos. Outro ponto destacado pelo vereador é a violência e o assédio contra as mulheres. Neste ano, ele revelou que sua equipe vai, inclusive, distribuir um carimbo para o público feminino com a frase ‘A rua é nossa, mas o corpo é meu’.

Outros públicos

Mas o trabalho também combaterá o racismo, a LGBTfobia e o desrespeito a grupos identitários, bem como chamar atenção dos foliões para itens como acessibilidade e inclusão social. “Essa campanha tem como objetivo conscientizar a nossa população nesse período muito especial, que é o carnaval, em que a gente espera não só uma cultura da festa, de alegria, mas também uma cultura de paz, uma cultura de respeito. E nada é mais apropriado que promover uma campanha ativa em defesa dos direitos de cada cidadão, de cada cidadã“, pontuou.

2 COMENTÁRIOS

  1. Esse Gilmar é um hipócrita. Só existe cidadania ou direitos humanos, quando se trata da sua ideologia sócio -política e de seus interesses próprios. Mas é assim que os representantes de esquerda veem a coisa. Se são eles as vítimas é de um jeito, Se são eles os agressores, o discurso muda. Bom exemplo é o que aconteceu com Cid Gomes machão kkkkkk. Foi tentar matar policiais, levou tiro e dá uma de vítima. Quando bolsonaro levou a facada, a culpa foi de bolsonaro por, segundo eles, instigar a violência. E afinal…. o que cid gones fez não foi gerar pura violência não? Tenho a fé que um dia cresceremos como país, livre desses hipócritas, ideologicamente pervertidoS, e que tentam inserir na cabeça do povo suas idéias distorcidas e, muitas vezes, imorais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome