População de Petrolina deve se vacinar contra gripe, alerta coordenadora

por Carlos Britto // 20 de dezembro de 2021 às 18:20

Foto: Blog do Carlos Britto

Com os recentes surtos de gripe que se espalharam pelo Brasil, a população de Petrolina deve ficar atenta à imunização. Neste mês, estados como Alagoas, Bahia e Rio de Janeiro registraram aumento no número de infectados e óbitos pelo vírus da influenza H3N2. Os brasileiros acabaram esquecendo a vacinação contra a gripe para priorizar os imunizantes contra a Covid-19. Vale lembrar que ambos são fundamentais para conter as síndromes respiratórias.

Em entrevista ao programa Painel 100,7, na Rádio Grande Rio FM, a coordenadora do programa de imunização de Petrolina, Andressa Leandro explicou a importância de se proteger. “A vacina que temos disponível hoje é a Influenza Trivalente, que possui três cepas causadoras da gripe, que são a H1N1, H3N2 e a Influenza B. No caso da gripe, o paciente pode evoluir para um estágio mais grave e precisar ser hospitalizado. Todas as doenças são graves, por isso a vacina é importante”, disse.

No município, a vacina está disponível para o público prioritário pelo Sistema Único de Saúde (SUS). “A vacina da Influenza é ofertada anualmente nas campanhas. Ela é ofertada pelo SUS atendendo a alguns grupos prioritários, como crianças, idosos e gestantes. E para o público em geral, a vacina está disponível na rede particular”, frisou a coordenadora.

População de Petrolina deve se vacinar contra gripe, alerta coordenadora

  1. HILDETE ALMEIDA DO NASCIMENTO disse:

    Em meio a uma situação de pandemia, ainda privar os cidadãos de tomar essa vacina dependendo do grupo a que pertença. Era pra ser liberado pra todos, somos pagadores de impostos. A gripe é uma doença séria, de sintomas fortes que podem levar a morte. Já basta sermos obrigados a pagar plano de saúde, ainda ter que pagar vacina. Sinceramente, um absurdo!

  2. Maria disse:

    Parabéns sra. Hildete! Falou tudo.
    Tudo o que se refere a saúde pública deve ser obrigação do Estado, público. Nada de intermediário privado.
    Vá ver o preço que cobram pela vacina da gripe? Será que os menos favorecidos terão dinheiro para pagar para esses comerciantes?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *