Polícia Federal em Pernambuco apresenta balanço de operações realizadas de 2020 até maio deste ano

0
Foto: Arquivo/AgBr

A Polícia Federal (PF) em Pernambuco apresentou o balanço das operações realizadas do início de 2020 até maio deste ano. Ao todo foram deflagradas 76 operações – cerca de 5 por mês, tanto da repressão de crimes, quanto na prestação de serviços ao público. Os bens apreendidos oriundos do crime organizado superaram a casa de R$ 1,2 bilhões.

Foram cumpridas, ao longo dessas operações, 630 mandados de busca e apreensão, 305 prisões, além do resgate de 10 adultos em situação de trabalho escravo e 3 crianças vítimas de exploração sexual. Na repressão ao tráfico de drogas, a PF apreendeu 3,37 toneladas de cocaína, 4,93 toneladas de maconha, 3.881 comprimidos de ecstasy, além da erradicação de quase 2,3 milhões de pés de maconha no Interior do Estado em operações conjuntas com outros órgãos de Segurança Pública, o que equivale a 781 toneladas da erva, se fosse preparada para o consumo.

Em relação aos serviços de atendimento ao público, foram emitidos 5.916 registros de armas de fogo, 700 processos de produtos químicos analisados e 59 fiscalizações a empresas do setor. Também houve a vistoria de 70 empresas de vigilância privada, 773 agências bancárias foram fiscalizadas e 286 turmas de formação de vigilantes foram homologadas.

O atendimento ao passaporte também foi destaque, figurando como um dos melhores do Brasil, atingindo a marca de 30.822 passaportes emitidos, somando-se à unidade do Rio Mar (Recife), Caruaru e Salgueiro. Também foi realizado um total de mais de 159.122 atendimentos a estrangeiros como processos de naturalização, notificações, autos de infração expedidos, emissões de carteiras de estrangeiro, dentre outros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome

vinte − doze =