Polêmica: Nome de ex-prefeito é retirado da fachada da prefeitura em Trindade (PE) e gera mal estar

por Carlos Britto // 26 de julho de 2013 às 08:00

PREFEITURA-DE-TRINDADE-ANTESPREFEITURA-DE-TRINDADE-depoisUm fato vem causando indignação em Trindade (PE)m no Sertão do Araripe. E tudo por causa de uma mudança na fachada da prefeitura.

É que no início deste semana a atual administração decidiu retirar o nome do ex-prefeito Geraldo Pedrosa Lins da fachada do prédio.

Tal atitude foi vista como “politicagem barata” por muita gente da cidade, que deixou claro seu aborrecimento pelas redes sociais. O motivo é que Geraldo foi considerado um grande gestor, sendo considerado ‘o pai dos pobres’. Familiares do ex-prefeito também não gostaram. (Fonte/fotos: Bruno Morais)

Polêmica: Nome de ex-prefeito é retirado da fachada da prefeitura em Trindade (PE) e gera mal estar

  1. Arauto disse:

    Certíssima a decisão em se retirar o nome de um ex-prefeito que, creio, ainda está vivo, da fachada da Prefeitura. A impessoalidade é um dos princípios expressos da Constituição em relação à Administração Pública, seja ela Federal, Estadual ou Municipal (Direta ou Indireta). Esse ato de se nomear prédios públicos com nomes de pessoas ainda em vida (mesmo que elas prestem um grande serviço à população) não passam de auto-promoção e, aí sim, de politicagem barata, coisa de quem se acha dono da res publica e atitude típica do patrimonialismo que ainda teima em existir no estado tupiniquim… Enfim, como vivemos em uma época de alienação imensurável, não é de se assustar com essas reações entre a população, até mesmo em seu novo habitat: as redes sociais. É como diz o ditado: povo que não conhece a história está condenado a repeti-la. E, no Brasil, isso é uma constante!

    1. Antonio disse:

      Só para conhecimento: O Sr. Geraldo Lins está morto a muitos anos, e representou não só para trindade mas também para boa parte do Araripe sinônimo de seriedade, ética e respeito, numa época em que na política essas virtudes faziam diferença. Uma pena tal atitude.

    2. Geraldo disse:

      Caro Arauto !
      Bom dia !!!
      Gostaria que o Sr. antes de postar algum comentário se informasse melhor á respeito da história. Aí sim postasse o que lhe conviesse.
      O sr. Geraldo Lins há mais oito anos que partiu para o Reino de Deus pelas suas bondades e o resto da história fica para as suas pesquisas.
      Obrigado e fica com Deus

      1. Arauto disse:

        Peço desculpas a todos os que se chatearam com meu comentário, mas, como eu disse no início do meu primeiro comentário, eu achava que ele estava vivo, porque a reportagem não fazia nenhuma menção ao falecimento do mesmo ou a uma homenagem póstuma, fazendo referência tão só a ex-prefeito (que poderia ser alguém em vida ou já falecido). Como, infelizmente, é comum ver em nosso país “homenagens” a políticos que ainda estão vivos e bastante atuantes, pensei ser o caso em Trindade. Mais uma vez peço desculpas, pois a intenção do meu comentário era apenas um esclarecimento a luz da legalidade e possibilidade jurídica do fato abordado.

        1. Geraldo disse:

          Fico feliz por saber que o Sr. é uma pessoa sensata.
          Obrigado!
          Sds,
          Geraldo

    3. Lair Lins Tenorio disse:

      Melhor se atualizar antes de criticar.
      Bem fora de contexto seu comentário.
      Esse ex prefeito merecia muito mais do que ter seu nome em algum prédio.
      Mas o mais importante é que o nome dele esta gravado eternamente no coração daqueles que o conheceram e o amaram.
      Ajudou e muito o povo de Trindade, muito antes de ser cidade e muito antes de ser prefeito.
      Não vou aqui ovacionar o nome dele, mesmo pq nao é necessário, ele faz parte da história da cidade, de uma forma tão real e grandiosa, que tirar seu nome de uma prefeitura não o desmerece!
      Porque a gratidão do povo é bem mais magnânima e o mantem vivo em seus corações!

  2. Marivaldo disse:

    Decisão correta, pois no prédio basta ter o nome do município. Mas, no interior do prédio será bem visto uma homenagem a todos os prefeitos destinando um local para fixar quadros com fotografias com datas do período das gestões e de nascimento e falecimento (se ocorreu) dos mesmos.

  3. Geraldo disse:

    Abutres não constroem coisa nenhuma e tentam apagar da memória do Povo de Trindade o que foi construído com muito amor e dedicação.
    Parabéns ao meu terceiro filho Marcelo Lins por defender essa homenagem justa que foi feita e tirada grosseiramente do seu avô Geraldo Pedrosa Lins. Me sinto orgulhoso pela sua atitude e coragem.
    Diante do assunto que veio a tona, venho esclarecer:

    Todas as homenagens à família Lins foram homenagens póstumas e a pessoas que contribuíram com o desenvolvimento do município, a exemplo de Laudenor Lins e Laudenor Jr, bem como Geraldo Lins e Sebastião Lesse, todos com serviços prestados ao município. Desafio a qualquer um a provar que utilizamos da prefeitura a nosso favor, que fizemos dela como cabide de empregos, ou que misturamos as atividades comerciais da família com os negocio da prefeitura, creio que seja de conhecimento da maioria que na família temos pessoas com qualificações suficientes para desempenhar cargos públicos, leia-se engenheiro, médico, advogado, enfermeiro, fisioterapeuta e administrador, bem como comércios que poderiam fornecer produtos a prefeitura. Porém fomos ensinados a respeitar o que é publico e o que é moral.
    Não tenho fotos de Geraldo Lins, doando cestas básicas ou ajudando pessoas mais carentes, muito menos gravações ou declarações em rádio ou tv de como ajudou alguém necessitado, pois nunca foi interesse dele tirar algum proveito disso, provavelmente sua história será contada apenas pelos que conviveram com ele, como um homem bom, simples e humilde. Apesar ter sido rico, nunca abandonou seu povo, pelo contrário, comprometeu sua vida financeira em prol dos mais necessitados, ou até mesmo daqueles que hoje lhe apedrejam.
    Aproveito para agradecer de coração, a todos que escreveram mensagens de apoio, e dizer que a história de Geraldo Lins já não pertence a família Lins, mas a todas famílias trindadenses que o inspiram como exemplo de homem público a ser seguido, principalmente os mais pobres. Reitero que tenho pena daqueles que acham que tirar seu nome irá diminuir sua importância, sua história foi marcada com dignidade e honestidade.

    Marcelo C. Lins

  4. Arauto disse:

    Quem tiver mais atenção ao ler meu comentário poderá perceber que eu disse “creio que o ex-prefeito está vivo” , pois a reportagem só faz menção a ex-prefeito levando qualquer pessoa que não conheça a história da cidade a achar que ele pudesse estar vivo ainda. Assim, não há problema algum quanto à homenagem póstuma ao ex-prefeito,desde que essa homenagem tenha sida feita depois do falecimento do mesmo, pois se o nome foi posto quando ele estava em vida (mesmo não sendo mais prefeito) ainda sim está configurada violação à impessoalidade, é só pesquisar na jurisprudência aqueles que me mandaram procurar na história acerca do ex-prefeito. Ao senhor Geraldo que respondeu à minha pergunta mantenho minha posição a respeito daqueles que se utilizam da máquina pública para se promover (estando no exercício de mandato, cargo, emprego ou função públicas ou, simplesmente, ainda estando em vida mesma que não exerça mais função pública alguma ), mas como vocês mesmos me alertaram, em não sendo o caso do ex-prefeito de Trinadade as homenagens são justas, porque parece que era realmente querido pela população, mas, ressalvo, o nome dele só poderia estar na fachada depois do falecimento. Outra coisa senhor Geraldo, apesar de ser um gesto nobre doar cestas básicas à necessitados, não é recomendado a um agente político no exercício da função, porque as pessoas confundem as coisas e começam a pensar que política é só o velho clientelismo de sempre que se traduz na máxima “eu voto em você em troca de algo”.

    1. Geraldo disse:

      Sou a pessoa mais indicada pra lhe informar que o meu pai Geraldo Pedrosa Lins muito antes de pensar em ser político já ajudava a pobreza de Trindade e muitas pessoas da Região do Araripe a troco de nada. Isso era da natureza dele (DNA). Essas Cestas básicas que o Marcelo citou isso é a pratica existente na Região que os maus políticos praticam a troco de votos e eu asseguro com firmeza que o meu pai não utilizou na função que exercia de agente político em tempo nenhum por quer era muito honesto e tinha caráter .Quanto a Lei que que foi votada e homologada pelos Vereadores foi no ano de 2012 e o falecimento dele se deu em 04/03/2005.
      Portanto, já fazia 08 anos da sua morte. Acredito que ficou tudo esclarecido ou então vamos ouvir o povo.
      É lamentável que o Sr não ter o conhecido em vida.
      Sds,
      Geraldo

      1. Arauto disse:

        Muito obrigado pelas informações! Está tudo certo então. Abraços Geraldo!

        1. Geraldo disse:

          OK !
          Até breve !!!

  5. FALTA DE RESPEITO E BAIXARIA disse:

    `E um ato vergonhoso de certos políticos se isso posso chamar de políticos, pessoas que assumem o poder com o consentimento da população através do voto e acham ser o dono do município e do mundo e sai derrubando e arrancando tudo, mesmo desrespeitando talvez até o Poder Legislativo que homenageou um cidadão que tem serviços prestados não só ao Município e região. Não sou de Trindade, mais pra mim particularmente foi “UM ATO NOJENTO. MEU REPÚDIO. APRENDA A RESPEITAR QUEM FEZ PELO MUNICÍPIO.”

  6. Rodovalho disse:

    O Prefeito Geraldo Lins foi o melhor administrador de Trindade…. Merece muito elogios e respeito…, foi um grande político e uma grande pessoa. Acho que as pessoas cometeram um erro ao tirar da FACHADA essa grande homenagem a sue GERALDO LINS.

  7. Trindade Acima de Tudo disse:

    A palavra Palácio, estimados membros, é apenas a desculpa para tirar de cena o ícone Geraldo Lins e seu sobrenome, pena, pois nunca, jamais conseguiram manchar a imagem e o legado de quem fez de sua vida e de seu trabalho um norte para ajudar quem precisou e o procurou, não é atoa que foram 2 mandatos como prefeito, sem contar a eleição de seu sucessor quando do seu afastamento e de muitos outros : Otacílio Leocádio por 02 vezes, Ariston Otávio;Marcos Pereira Lima Francisco de Carvalho Leite e o próprio Gerencio Figueiredo por 02 vezes, não da vida pública, mas apenas do executivo. Poucos terão essa honraria e serão competentes para tanto.
    Quem não se lembra da música tema de uma de suas campanhas…. “O POVO VOTA EM QUEM TEM, HONESTIDADE E RESPEITO…. GERALDO LINS TRABALHOU E O POVO ENTÃO CONSAGROU GERÔNCIO PARA PREFEITO…”. Mas por uma grande ironia essa música foi brilhantemente composta por quem hoje atira as pedras e foi muito beneficiado por muitos e anos pelo sr Geraldo Lins e todos os Trindadenses testemunharam e teve mais regalias mais que os próprios filhos de seu Geraldo Lins.
    Como uma forma de resguardar respeito a “eles” (os eleitores trindadenses de oposição hoje), que inclusive podem vir a ser seus aliados no futuro, devolvam o que foi tirado da prefeitura, seu título, seu nome, a dignidade e a honra da câmara de vereadores que foram unânimes em votar a Lei numero 642 de 05/04/2005 que intitula o prédio desta tão importante “CASA DO POVO”, pois ela não pertence aos Lins, nem a nenhuma outra família em particular, ela pertence ao povo, aos trindadenses.
    Espere sua vez chegar para que com seu suor e seu esforço, bem como suas ações, você e sua família sejam merecedores de tamanha honra e homenagem, faça a diferença e mostre a que você veio, eu mesmo se assim for, aplaudirei de pé, afinal somos todos trindadenses que querem ver nossa cidade crescer e nosso povo ser atendido em suas necessidades.
    Geraldo Lins onde estiver descanse em paz!O povo de Trindade reconhece o seu valor e ninguém tirara dos corações tudo de bom que o Sr fez pela pobreza e muitos outros amigos na Região do Araripe pôquer Deus é misericordioso e ele nunca abandona seus bons filhos. Vamos pra frente . “Quem viver verá”.

  8. Trindade Acima de Tudo disse:

    Boa noite !

    Gostaria que fosse substituída a postagem por essa abaixo. Por está mais completa.

    A palavra Palácio, estimados membros, é apenas a desculpa para tirar de cena o ícone Geraldo Lins e seu sobrenome, pena, pois nunca, jamais conseguiram manchar a imagem e o legado de quem fez de sua vida e de seu trabalho um norte para ajudar quem precisou e o procurou, não é atoa que foram 2 mandatos como prefeito. Contribuiu com o seu prestigio pessoal muito antes de ser politico apoiar e ajudar a eleger os ex-prefeitos : Otacílio Leocádio da Silva por 02 vezes, Ariston Otávio da Silva,Marcos Pereira Lima, Francisco de Carvalho Leite e o próprio Gerencio Figueiredo por 02 vezes. Poucos terão essa honraria e serão competentes para tanto.
    Quem não se lembra da música tema de uma de suas campanhas…. “O POVO VOTA EM QUEM TEM, HONESTIDADE E RESPEITO…. GERALDO LINS TRABALHOU E O POVO ENTÃO CONSAGROU GERÔNCIO PARA PREFEITO…”. Mas por uma grande ironia essa música foi brilhantemente composta por quem hoje atira as pedras e foi muito beneficiado por muitos e anos pelo sr Geraldo Lins e todos os Trindadenses testemunharam e teve mais regalias mais que os próprios filhos de seu Geraldo Lins.
    Como uma forma de resguardar respeito a “eles” (os eleitores trindadenses de oposição hoje), que inclusive podem vir a ser seus aliados no futuro, devolvam o que foi tirado da prefeitura, seu título, seu nome, a dignidade e a honra da câmara de vereadores que foram unânimes em votar a Lei numero 642 de 05/04/2005 que intitula o prédio desta tão importante “CASA DO POVO”, pois ela não pertence aos Lins, nem a nenhuma outra família em particular, ela pertence ao povo, aos trindadenses.
    Espere sua vez chegar para que com seu suor e seu esforço, bem como suas ações, você e sua família sejam merecedores de tamanha honra e homenagem, faça a diferença e mostre a que você veio, eu mesmo se assim for, aplaudirei de pé, afinal somos todos trindadenses que querem ver nossa cidade crescer e nosso povo ser atendido em suas necessidades.
    Geraldo Lins onde estiver descanse em paz!O povo de Trindade reconhece o seu valor e ninguém tirara dos corações tudo de bom que o Sr fez pela pobreza e muitos outros amigos na Região do Araripe pôquer Deus é misericordioso e ele nunca abandona seus bons filhos. Vamos pra frente . “Quem viver verá”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *