Pipeiros de Juazeiro poderão ter isenção de ISS

por Carlos Britto // 23 de junho de 2022 às 07:45

Foto: Ascom PMJ/divulgação

Em reunião realizada na última terça-feira (21) o coordenador da Defesa Civil de Juazeiro (BA), Ramiro Cordeiro, o chefe de gabinete da prefeita Suzana Ramos, Allan Jones, e o vereador Dionísio Gomes conversaram com representantes dos caminhoneiros responsáveis pela Operação Pipa no município. Como encaminhamento do encontro, os pipeiros decidiram sugerir à prefeitura a isenção do Imposto sobre Serviço (ISS) para a categoria.

A situação que os pipeiros estão vivendo é muito complicada e nós decidimos abraçar a causa. A Operação Pipa é um programa do governo federal, mas que beneficia a nossa população do interior, e, devido aos aumentos recorrentes no valor dos combustíveis e à falta de reajuste no repasse da União à categoria, quase metade deles já desistiu de atuar na região. A isenção do ISS, que já acontece em outros municípios, vai garantir a prestação do serviço e amenizar a perda financeira da categoria”, explicou Ramiro Cordeiro.

A sugestão de isenção do ISS para os pipeiros, de autoria do vereador Dionísio Gomes, será encaminhada à Suzana Ramos, que deve elaborar um projeto do Executivo para que a Câmara de Vereadores vote a isenção.

Pipeiros de Juazeiro poderão ter isenção de ISS

  1. Otavio disse:

    Pois é, a verdade é não deveria existir essa profissão de pipeiros, basta tão somente represar as águas de chuva adequadamente, e usá-las adequadamente. No Semiárido chove muito. Já existem muitas barragens de superfície, pequenas, médias e grandes, que mesmo quando esgotada essas água de superfície, muito mais por evaporação do que utilizadas, resta as águas que ficaram represadas subterraneamente, bastando tão somente fazer POÇOS AMAZONAS em seus bojos e recalcar as águas para um RESERVATÓRIO ELEVADO ou simplesmente apoiado em uma elevação. Outra solução é se fazer barragens subterrâneas/superfícies, fazer POÇOS AMAZONAS em seus bojos e recalcar a água filtrada dentro do poço. Fazer quanta barragens sejam possível e adeus carro pipa. É uma solução para toda a vida e dignifica o homem do campo, e mais, evita-se o êxodo rural. Água tem, falta é decisão política acertada. A médio prazo sai muito mais barato do que carro pipa, e mais, é para toda vida.

  2. otavio disse:

    As soluções para o enfrentamento das famigeradas secas no Semiárido, devem ser tomadas, idealizadas ou coisa que o valha, aqui mesmo no Semiárido. As soluções tomadas por tecnocratas, políticos em Brasília, sem conhecimento de causa, nunca vão surtir os efeitos desejados. Eu me lembro muito bem que fomos mostrar um Poço Amazonas para um Auditor da CGU, lá de Brasília, no mês de Setembro, no Distrito de Pau Ferro, o Poço com água, os moradores utilizando a água, sabem o que ele me perguntou? foi feito um Estudo de Viabilidade Econômica desse Poço? merece resposta?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.