PF combate grupo de Juazeiro que comprava agrotóxico da China e falsificava no Brasil

por Carlos Britto // 14 de julho de 2021 às 12:00

Foto: PF

A Polícia Federal (PF) cumpre na manhã desta quarta-feira (14), três mandados de busca e apreensão em Juazeiro (BA), em uma ação que busca combater o comércio e uso de agrotóxico importados de forma ilegal da China e falsificados no Brasil por pessoas físicas e empresas. A operação foi batizada de ‘Negócio da China II’.

De acordo com a PF, as investigações começaram em 2015, época em que foi identificado um grupo criminoso que fazia o contrabando de agrotóxico de origem chinesa na forma líquida, por intermédio de navios usados para a exportação de mangas. Após serem contrabandeados, esses agroquímicos eram misturados artesanalmente com defensivos agrícolas de origem brasileira e envasados novamente com embalagens nacionais reaproveitadas.

Foi aprendido, em junho de 2020, um mil de um fito-regulador de crescimento usado no cultivo de manga. O produto contrabandeado tinha saído de uma empresa química do Interior de São Paulo e destinado a uma empresa de importação e exportação sediada no município pernambucano de Petrolina, vizinho a Juazeiro.

A PF cumpre mandados também em Petrolina e São Paulo. Se forem comprovados, os investigados vão responder por contrabando e dois outros crimes ambientais cujas penas somadas podem chegar a 13 anos de prisão.

PF combate grupo de Juazeiro que comprava agrotóxico da China e falsificava no Brasil

  1. Marcos Macedo disse:

    Normal, brasileiro sempre tem um jeitinho.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *