Petrolina receberá caravana contra preconceito ao público LGBT

0

Depois de Jaboatão dos Guararapes (Região Metropolitana do Recife), Caruaru (Agreste) e Arcoverde (Sertão do Moxotó), Petrolina – no Sertão do São Francisco – será a próxima cidade a receber a caravana organizada pela coordenação estadual da Aliança ‘LGBTI+’. O evento será realizado no auditório do Campus Sede da Universidade Federal do Vale do São Francisco, a partir das 19h.

A temática da conversa, que será aberta ao público em geral, abordará “Família e sexualidade: Aceitação e rejeição dos LGBTI+”. O assunto será debatido pela produtora cultural Maria do Céu (ativista e membro do Conselho de Direitos Humanos do Recife), Chico Egídio (produtor cultural, cineasta, fotógrafo e militante LGBTI+), além de Geórgia Romero e Solange Soares (empresárias executivas do Café de Bule e primeiro casal homoafetivo a se casar no Fórum de Petrolina).

A escolha do tema deve-se ao fato de que quase 500 LGBTs são mortos por ano no Brasil. Os dados são da pesquisa do Grupo Gay da Bahia (GGB), de 2017, e o estado de Pernambuco figura em sexto lugar no ranking de homicídios contra homossexuais no país – foram 27 assassinatos no ando passado, sendo o Brasil o país que mais mata pessoas trans no mundo.

A taxa de suicídios dentro do segmento LGBT, sobretudo entre jovens, é significativamente mais alta do que entre heterossexuais: “jovens rejeitados por sua família por serem LGBT têm 8,4 vezes mais chances de tentarem suicídio, e lésbicas, gays e bissexuais adolescentes têm até cinco vezes mais chances de se matarem do que seus colegas heterossexuais”, revela o estudo do GGB. Em 2017, foi registrada a ocorrência de 58 suicídios no Brasil, sendo 33 gays, 15 lésbicas, 7 trans e 3 bissexuais. De Petrolina, a Caravana da Aliança segue para Garanhuns (Agreste), devendo passar depois por Triunfo tão do Pajeú e Afogados da Ingazeira, sempre levantando a bandeira da diversidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome