Pesquisadores do Imip apresentam estudo inédito sobre microcefalia

0

Pesquisadores do Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (Imip) apresentaram uma pesquisa inédita que relaciona a microcefalia a possíveis carências nutricionais. O estudo investiga as interfaces entre o estado de nutrição, as doenças infecciosas e a ocorrência de malformações congênitas, incluindo a síndrome da microcefalia atribuída à ocorrência do Zika Vírus, e outros fatores associados, que interagem com alguns condicionantes nutricionais.

Estamos trabalhando há quase um ano nesta pesquisa e acreditamos que será, em escala populacional, a mais abrangente e complexa avaliação realizada no Brasil em relação ao tema, pois reúne fatores infecciosos e carências nutricionais genéricas e específicas“, diz o pesquisador e docente do Imip, Professor Malaquias Batista.

Ele explica ainda que, com o virtual desaparecimento dos casos de Zika Vírus e do surto epidêmico de microcefalia, o projeto inicial foi modificado, passando a incluir outros processos infecciosos como a Sífilis, HIV, Toxoplasmose, Citomegalovírus, Herpes e Rubéola, juntamente com a investigação de carências nutricionais. “Nessas novas circunstâncias, está sendo operacionalizado um complexo banco de dados, contando com mais de mil avaliações e seu seguimento. É um estudo de corte que admite vários desfechos, além da microcefalia”, destacou o pesquisador.

Em fevereiro último, o grupo de pesquisadores do Imip responsável pela elaboração do estudo comemorou os avanços alcançados até o momento: a conquista da marca de mil avaliações de gestantes. Vale destacar que a pesquisa está em fase de conclusão de coleta de dados e os resultados serão disponibilizados, como banco de dados para dissertações de mestrado, teses de doutorado e publicações de vários grupos de pesquisa dentro e fora do Imip. (Fonte: RPress/Ascom Imip)

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome