Pernambuco terá investimentos de R$ 273 milhões; terra do secretário Rodrigo Novaes está na lista

0
Foto: YouTube/reprodução

O Conselho Estadual de Políticas Industrial, Comercial e Serviços (Condic) aprovou R$ 273 milhões de investimentos para Pernambuco, com a geração de 651 novos postos de trabalho para 2020. Os números foram apresentados durante a 109ª reunião na Agência de Desenvolvimento de Pernambuco (AD Diper). Entre os destaques, estão a expansão industrial da Ambev em Itapissuma, com investimento de R$ 155 milhões, e a instalação da fábrica Roma Jeans, que investiu R$ 75 milhões em Toritama. No acumulado do ano, o conselho deu aval para R$ 693 milhões em investimentos com projeção de 3.138 projetos.

Dos projetos industriais, o interior do Estado apresenta grande destaque por ter mais indústrias realizando investimentos, no total de 13 projetos, enquanto a Região Metropolitana do Recife (RMR) fica com apenas cinco empreendimentos. São R$ 162 milhões destinados ao Grande Recife e R$ 111 milhões para o interior. Já no total de empregos, a grande parte das vagas será gerada no interior, com 587 postos, e 64 na região metropolitana.

Um total de 18 municípios foi contemplado com os projetos, entre os quais estão Carpina, Bezerros, Feira Nova, Floresta, Garanhuns, Jucati, Limoeiro, São Bento do Una, Surubim, Toritama, Pedra, Pombos e Pesqueira, no interior do Estado. Na RMR, Cabo de Santo Agostinho, Itapissuma, Ipojuca, Jaboatão dos Guararapes e Recife, vão receber empreendimentos.

Projeto de maior destaque, a Ambev, localizada em Itapissuma, está fazendo uma expansão da sua instalação no Estado. O investimento de R$ 155 milhões será feito em melhorias no parque industrial para a produção de nova linha de artigos, para contemplar uma produção de bebidas específicas e para importação de matéria-prima do produto, como malte de cevada e lúpulo.

Outro projeto com alto investimento é o da Roma Jeans, que irá fazer um aporte de R$ 75 milhões em uma fábrica no município de Toritama. Serão gerados com a fábrica 254 novos postos de trabalho a partir de 2021, e a expectativa é que 1 milhão de metros de tecido denin (jeans) sejam fabricados por mês.

De acordo com o presidente da AD Diper, Roberto Abreu e Lima, a chegada da Roma Jeans vai agregar a cadeia do setor. Ele antecipa que a agência estuda a criação de um polo de malharias para atrair empresas ao Estado. “A Roma Jeans vem para adensar a cadeia, com tecelagem e a confecção de fio. É uma empresa de Pernambuco. Estamos preparando uma proposta de valor para fazer um polo de malharias, principalmente em Santa Cruz, onde existe um consumo muito grande. A maior parte hoje vem de Santa Catarina e vamos fazer uma proposta de valor bem substanciada, com uma área específica, um polo em um só local, e vamos até o Sul para vender o local para as malharias”, destacou.

Números positivos

Para o secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, Bruno Schwambach, os números são positivos, em um momento de dificuldade da economia. “Fechamos o ano satisfeitos com o trabalho, de muita atração, prospecção, análise de dados, inteligência de mercado. Estamos acompanhando a atuação das empresas, e trabalhando para estar bem nos próximos anúncios, fazendo com que as empresas permaneçam e se desenvolvam aqui no nosso Estado”, disse. (Fonte: Folha de PE)

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome