“Pernambuco passou do estágio de UTI”, alfineta Pastor Eurico

por Carlos Britto // 17 de julho de 2022 às 07:00

Foto: Blog do Carlos Britto

Em busca do quarto mandato na Câmara dos Deputados, o Pastor Francisco Eurico da Silva (PL-PE), mais conhecido no meio político por Pastor Eurico, vê uma retomada econômica do país – apesar do que pensa a maioria dos especialistas na área. Segundo ele, a pandemia de Covid-19 que atingiu o mundo prejudicou também a gestão do seu aliado, o presidente Jair Bolsonaro.

Se não fossem esses problemas, que não são culpa de A, B ou C, nós estaríamos em outra situação”, declarou o líder religioso, em entrevista ao Blog. Segundo ele, mesmo com todas as dificuldades, o Brasil projeta um Produto Interno Bruto (PIB) de quase 4% e está entre os 10 países de maior credibilidade no planeta.

Perguntado sobre o projeto de reeleição de Bolsonaro, o parlamentar enxerga um cenário acirrado na campanha deste ano. Porém, os aliados do presidente vão trabalhar para continuar mantendo o país “nos trilhos” do desenvolvimento. “Essa carruagem não pode parar. Por isso estaremos lutando pela reeleição do nosso presidente para que continue ressuscitando o país, que por alguns anos foi jogado no fundo do poço”, ponderou.

Sobre seu mandato no Congresso, Pastor Eurico destacou que trabalha “para todos”, independente do credo político. No entanto, há pontos que diz não abrir mão, a exemplo da defesa da família e dos valores da moral e dos bons costumes. Também se diz totalmente contra à legalização do aborto e das drogas.

Sucessão estadual

Marchando com o pré-candidato a governador de Pernambuco, Anderson Ferreira (PL), Pastor Eurico acredita que o Estado “passou do estágio de UTI”, com graves problemas em todos os setores. Ele também lamentou que o atual governador Paulo Câmara (PSB), juntamente com outros gestores nordestinos, mantenham uma política de enfrentamento à União. “É uma política barata, que deixa a desejar”, criticou. Ele disse que essa é uma “prática da política esquerdista” que defendem. Ao mesmo tempo, disse respeitar quem optou pelo outro lado.

Tenho muitos amigos de esquerda que pensam um Brasil diferente. Eu, por exemplo, no meu primeiro mandato a presidente era a Dilma. E se for olhar quantos votos eram meus para os projetos dela, mas que eram bons para o país, eu não iria votar contra. Jamais”, argumentou.

Pastor Eurico iniciou sua vida pública no PSB do ex-governador Eduardo Campos. Ele lembra que, à época, nenhuma outra legenda abriu-lhe as portas. Além disso, o deputado frisou que Eduardo sempre o apoiou em posicionamentos que tem até hoje. Mas após a trágica morte do líder socialista, ele passou a ser um alvo dentro da legenda por ser considerado um “infiel” das ideologias do PSB. Aproveitando a janela partidária, saiu para o PHS, depois para o Patriota (onde foi reeleito para o terceiro mandato) e atualmente é filiado ao PL. Para o Pastor Eurico, “o PSB é o mesmo, as ideologias são as mesmas. As pessoas é que mudam”.     

“Pernambuco passou do estágio de UTI”, alfineta Pastor Eurico

  1. PCS disse:

    Tem meu voto NÃO. Trocou a suposta unção pelo luxo e o poder mundano. Sempre foi PSB e agora pousa de Santo.

  2. Roberto disse:

    Época de eleições é que coneçam as críticas e promessa
    Nunca ouvir falar nesse candidato, será que ele fez alguma coisa no sertâo do estado de Pernambuco?
    Acorda Brasil, mudança já

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.