Pernambuco inicia operação nacional de combate à violência contra mulheres

por Carlos Britto // 04 de março de 2024 às 20:00

Foto: Luciano Luck/Cicom SDS-PE

A Secretaria de Defesa Social (SDS) de Pernambuco, por meio das polícias Civil e Militar e em conjunto com a Secretaria da Mulher, lançou nesta segunda-feira (4) a Operação ‘Átria’. A iniciativa, de cunho nacional, busca intensificar o esforço realizado no enfrentamento à violência contra a mulher.

Com início já no dia 1º no Estado, até o final de março, os 184 municípios pernambucanos receberão atividades preventivas, educativas, ostensivas, repressivas e de inteligência. De acordo com a SDS, o grande reforço dessa segunda edição são as 10 turmas da ‘Missão Acolhimento’, que visam a humanizar policiais civis e militares no atendimento nas delegacias locais e especializadas da Polícia Civil (PC) e nas abordagens feitas pelos policiais militares.

Entre as ações da Operação Átria estão visitas/diligências; atendimentos à vítima de violência; cumprimento de mandados judiciais em abertos, entre outros. “Equipes das polícias Civil e Militar serão utilizadas, neste mês, especificamente nesta Operação, com injeção de recursos do governo federal,  mas que serão intensificados pela SDS. Entendemos que o combate à violência contra a mulher é prioridade para o Governo de Pernambuco“, frisou o secretário de Defesa Social, Alessandro Carvalho.

Com relação ao aprimoramento das forças policiais, destaque para a integração entre as Secretarias e o treinamento dos profissionais da Segurança Pública que atuam diretamente com esse público. “Dentro das ações da operação está a capacitação dos policiais. Uma ação desenhada em conjunto entre Secretaria de Defesa Social e Secretaria da Mulher para qualificar esses agentes. E reforçarmos a necessidade de oferecermos à mulher vítima de violência um atendimento acolhedor e mais humanizado“, pontuou a secretária da Mulher, Mariana Melo.

Mobilização

Todas as delegacias de polícia do Estado estarão envolvidas na Átria, entre delegacias locais e especializadas – a exemplo das Delegacias Especializadas no Atendimento à Mulher e as Delegacias de Homicídios. “Um mutirão de inquéritos será realizado para dar agilidade e concluir os procedimentos policiais que estejam em andamento“, explicou a Delegada da Mulher, Fabiana Leandro. A Polícia Militar participará com a Patrulha Maria da Penha. “Intensificaremos nossa atuação nesse mês, com foco no cumprimento de mandados de prisão“, destacou a diretora de Articulação Social e Direitos Humanos da PMPE, coronel Cristiane Moura.

Nesta sexta-feira, Dia Internacional da Mulher (8 de Março), acontecerá o ‘Dia ‘ quando todas as operativas estarão envolvidas nas ações preventivas e prisões. Nessa mesma data também ocorrerá a entrega de duas Salas Rosa, em Ipojuca, instaladas nas delegacias de Ipojuca e Porto de Galinhas, graças a um convênio entre PCPE e a Prefeitura de Ipojuca.

Dados

O número de feminicídios, comparado a dezembro de 2023, apresenta este ano uma redução de 20% (com 10 casos em dezembro em todo o Estado e 8 em janeiro de 2024). Em números absolutos, janeiro de 2024 registrou 4.514 ocorrências de Violência Doméstica contra Mulher – 165 casos a menos do que o registrado em dezembro de 2023 (4.679).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Últimos Comentários

  1. Ciclo da extorsão isso sim, bebidas superfaturadas, espaços superfaturados, atrações superfaturadas, até o estacionamento custa os olhos da cara, numa…