Penúltima noite do São João de Petrolina tem limite de público e variedade de ritmos 

por Carlos Britto // 26 de junho de 2022 às 09:15

Foto: Reprodução

No penúltimo Dia do São João de Petrolina, nesse sábado (25), o Pátio Ana das Carrancas precisou ter novamente as portas fechadas após o limite de público ser atingido – ou seja, mais de 100 mil pessoas. Abrindo a noite, quem se apresentou foi o cantor juazeirense Pedro Cavalcanti. Em seguida, Com um repertório mesclando novas e antigas canções, a terceira atração a subir ao palco foi Simone, da dupla Simone e Simária.

Após as apresentações voltadas para os forrozeiros, pela primeira vez na cidade foi a vez do cantor de funk carioca e pop, Pedro Sampaio. Com os portões fechados, Gusttavo Lima fez uma apresentação que relembrou canções antigas, trazendo também novos sucessos como “termina comigo antes” e “bloqueado”. Para finalizar a oitava noite dos festejos na cidade, Avine Vinny fez a alegria do público.

De acordo com a programação do evento, se apresentam neste domingo Trio Granah, Matheus e Kauan, Maiara e Maraisa, Raí Saia Rodada, Marcynho Sensação e a dupla César Menoti e Fabiano.

Penúltima noite do São João de Petrolina tem limite de público e variedade de ritmos 

  1. ALVANCLERISTON REIS PIRES disse:

    Como que contratam esse tal de Pedro Sampaio por 200.000,00? Primeiro que não tem nada a ver com são João, só suportei duas músicas desse DJ! segundo caro pra caramba, palhaçada isso!

  2. Leção disse:

    Nosso São João está desaparecendo. Nada das festas hoje traz a cultura como era.
    É lamentável isso, a cada dia nossos valores e cultura estão ficando no imaginário das pessoas.
    As atrações do São João vale foram dignas de aplausos, porém melhor em outro momento.
    O autêntico forró, não foi visto 👀. Os governantes deve valorizar o que é nosso. O que é do nordeste. E preservar nossos costumes e cultura.

  3. ASSIS disse:

    pedro sampaio nada haver no sao joao… ou chamavam ele pro carnaval ou deixava ele como primeira ou ultima atração… assim os jovens que gostam iam cedo de 18hs ou entao como ultima atracao pq so ficava quem gostava… mas nem isso esse secretario sabe pensar.. esta ali so pra receber dinheiro

  4. Cristiane disse:

    Rapaz, eu fiquei profundamente triste com esse repertório imundo! Moro próximo ao local do evento não houve um dia se quer que tocassem uma música de Luiz Gonzaga! Triste! Respeitem o meu sertão, a minha tradição! Funk, a começar nem música é! E todas as noites tive o desprazer de ter que ouvir obscenidades! Isso nem de longe pode ser chamado de festa de São João! Uma única vez no ano que podemos celebrar e tocar músicas verdadeiramente nordestinas! Vem DJ de merda tocar! Respeitem nossas tradições!!

  5. Cristiane disse:

    Verdade!!!?

  6. Carla Bezerra disse:

    Nada a ver esse DJ na festa junina, é uma vergonha para as famílias de respeito, além das músicas imundas, tem que ouvir palavrões também, me poupem!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.