Paulo Souto diz que Wagner precisa trabalhar mais e falar menos

por Carlos Britto // 20 de março de 2009 às 22:00

Em nota divulgada à imprensa, o presidente estadual do DEM, ex-governador Paulo Souto, rebateu as críticas do governador Jaques Wagner contra seus antecessores feitas durante a cerimônia de posse de Walter Pinheiro na Secretaria de Planejamento. Souto disse lamentar que Wagner dedique mais tempo às críticas que às ações.

“Lamento muito que, em seu terceiro ano de mandato, o governador continue perdendo energia preocupado em criticar as administrações anteriores, ao invés de trabalhar em defesa dos interesses da Bahia. Os próprios deputados de sua base criticam a forma passiva como o Sr. Jaques Wagner assiste a este processo de submissão da Bahia a Pernambuco, evidenciado na perda de grandes investimentos, como o Pólo Têxtil, o Pólo Naval, à duplicação da BR-101 e, mais recentemente, na perda da Superintendência Regional da Infraero para aquele estado.

É triste constatar que este governo ainda se prende ao passado, enquanto observa inativo ao verdadeiro holocausto dos nossos adolescentes, enquanto assiste à morte de crianças vítimas da dengue e da meningite – doenças que voltaram a crescer na Bahia nos últimos três anos – e permanece inerte ante à dor e ao sofrimento de todos os baianos que precisam de atendimento em Saúde e que são obrigados a retornar das portas dos hospitais por falta de médicos.

Não dá mais para tentar cobrir o sol com a peneira. É preciso trabalhar”

Paulo Souto diz que Wagner precisa trabalhar mais e falar menos

  1. Irineu disse:

    Acho bom a critica ao governo Wagner, mais o senhor Paulo Souto não fez nada para a Bahia. Quem diga a estrada Juazeiro-Salvador que SEMPRE em mais de 30 anos foi uma lástima, em prejuízo humano e econômico. O governo Wagner, pode ser ruim, mais é muito melhor do que o dele. Ah isso é!

  2. José Lindomar disse:

    Votei em Wagner, mas reconheço que, infelizmente, ele está dando espaço para o retorno dos DEMônios.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *