Paulo Bomfim anuncia 30 novos leitos e a distribuição de refeições gratuitas à população vulnerável

0

O prefeito de Juazeiro (BA) Paulo Bomfim anunciou nesta segunda-feira (6), durante coletiva virtual de imprensa, que a UPA de Juazeiro será ampliada com estruturas móveis e mais 30 leitos com capacidade para que novos sejam instalados de acordo com o aumento ou não de casos do novo coronavírus (Covid-19). Com a elevação no número de infectados, Bomfim explicou que foi necessária a ampliação dos leitos para tratamento da Covid-19. E lembrou que o governador Rui Costa já havia anunciado que, entre o fim de julho e início de agosto, serão abertos mais 24 leitos de UTI com a inauguração do Unacon – o Hospital do Câncer -, localizado ao lado do Hospital Regional (HRJ).

“Essa grande parceria que temos com o Estado e mais os investimentos próprios têm nos possibilitado dar uma resposta positiva quanto ao atendimento das pessoas que necessitam de tratamento. Por contar com respiradores e monitores cardíacos, entendemos que a UPA é o local adequado para receber esses novos leitos e não vamos parar por aqui. Precisamos, porém, do apoio de toda a sociedade para conseguirmos controlar a propagação da doença”, disse o prefeito. 

De acordo com a secretária municipal de Saúde, Juazeiro não tem pacientes aguardando atendimento e, com os novos 10 leitos de UTI e 20 de enfermaria na Promatre em funcionamento, mais os 30 que serão instalados na UPA em no máximo 30 dias, a prefeitura está estruturando a rede para aumentar a oferta do tratamento.

“É um esforço diário de toda a equipe, sob o comando do prefeito Paulo Bomfim, para minimizarmos os efeitos dessa crise sanitária mundial em nosso município. Mas também é preciso cuidados pessoais como a higienização, o uso da máscara e o distanciamento social”, alertou Fabíola Ribeiro. Outra medida anunciada foi o fornecimento de um total de mil refeições gratuitas diariamente nos restaurantes populares do Centro e do João Paulo II. A gestão acredita que a iniciativa minimizará os impactos da pandemia na população que está enfrentando dificuldades econômicas e se encontra em vulnerabilidade social.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome