Passagens restritas a deputados e assessores

por Carlos Britto // 28 de abril de 2009 às 15:30

O acordo entre parlamentares da Câmara dos Deputados saiu e a nova regulamentação para o uso de passagens aéreas nas duas casas não irá de fato ao plenário. Desta forma, a medida passa a ter validade imediata e, de acordo com o texto, restringirá o uso de passagens aéreas apenas por parlamentares e seus assessores em cumprimento do dever. Além disto, o total de verbas disponíveis para cada um será reduzido em 20% e os bilhetes só poderão ser utilizados em viagens dentro do território nacional.

Outras regras proíbem cotas extras de passagens e publicação dos gastos até 90 dias depois de efetuados. Com a decisão, não caberá mais recurso na Câmara e os deputados descontentes deverão contestar as novas regras na Justiça. “Muitas vezes, você recua para avançar”, comentou Michel Temer (PMDB), presidente da Câmara e um dos principais articuladores do acordo.

Passagens restritas a deputados e assessores

  1. A propósito... disse:

    Hoje pela manhã, Neia Gonçalves terminou em saia justa, quando repetiu uma enquete no ar sobre o assunto da moralização das passagens aéreas, certamente com o intuito de atingir outros politicos do tipo: FBCF, GP, IO etc. O tiro saiu pela culatra. Quando RICARDO NANANA, LIGOU PARA PARTICIPAR E PERGUNTOU PORQUE ELA NÃO RETROGIU MAIS UM POUCO, PARA PODER PEGAR, TAMBÉM AS PASSAGENS USADAS POR OSVALDO COELHO QUANDO ERA DEPUTADO. A APRESENTADORA FICOU SEM SABER O QUE RESPONDER. Trabalhar em rádio de politico e querer pousar de independente é furada. Mas a propósito, será que NANANA estava lembrando que Osvaldo Coelho é o dono daquela rádio? ou ele fez mesmo por sacanagem? NANANA, NANANA!!!!!

  2. Paulo Robério disse:

    Sabem por que a Câmara deu um basta nesse episódio? Por que a mídia contribuiu muito com diversas publicações sobre essa imoralidade; os eleitores e a população em geral se manifestou onde foi possível: nas ruas, no trabalho, na escola, nos e-mails enviados aos gabinetes dos parlamentares, nos blogs, enfim, onde foi possível externar a revolta.

    Até a proprietária do Magazine Luiza, Luiza Trajano, num evento empresarial em Salvador, no último dia 21/04, fez um discurso contundente, cobrando uma satisfação dos parlamentares, enfatizando que o Congresso está sendo um empecilho ao desenvolvimento do país.

    Vale ressaltar que no citado evento estavam presentes Michel Temer e um grupo de parlamentares. Logo após (conforme noticia a Veja) o presidente da câmara se reuniu com os parlamentares para discutir as repercussões do caso e tomarem uma posição. Michel Temer chegou a dizer que “POLÍTICO É POUCO SENSÍVEL A PRESSÕES POPULARES. MAS, QUANDO OS FINANCIADORES DE CAMPANHA COMEÇAM A NOS ATACAR, SENTIMOS QUE ERA A HORA DE REAGIR”. Ainda advertiu que “SE NÃO TOMARMOS UMA ATITUDE, VAMOS COMEÇAR A SER HOSTILIZADOS NA RUA”.

    Vamos continuar vigilantes, pois se somos nós que colocamos os parlamentares na “casa do povo” e somos povo, temos todo o direito de manifestarmos o nosso repúdio e combatermos com as armas que dispomos: a palavra. Uma arma de grande alcance e tiro certeiro!

    roberiorafael@bol.com.br

  3. Paulo Robério disse:

    Em tempo:
    Onnde lê-se: os eleitores e a população em geral se manifestou, leia-se: os eleitores e a população em geral se manifestaram.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *