Parnamirim instala barreiras sanitárias de acesso ao município

2
Foto: Ascom PMP/divulgação

Em Parnamirim (PE), Sertão Central, a Secretaria de Saúde irá fiscalizar os principais acessos ao município em uma ação de combate ao novo coronavírus (Covid-19). O objetivo das barreiras sanitárias é controlar o acesso de pessoas ao município e impedir a disseminação da doença. Ontem (20) a pasta confirmou o primeiro caso de Covid-19. O paciente tem 42 anos e foi diagnosticado em testagem rápida. Ele apresenta sintomas leves e está em quarentena domciliar.

Ao todo, serão instalados três pontos de fiscalização. Na entrada principal da cidade, a barreira funcionará 24 horas por dia. Nos demais locais, o funcionamento será das 5h às 22h. As barreiras contam com equipes da Vigilância Sanitária, que foram capacitadas para atuação e fiscalização. Os profissionais estão utilizando todos os equipamentos de segurança necessários para o desenvolvimento da ação.

De acordo com a Secretaria de Saúde, as equipes farão revezamento e terão apoio com refeições e lanches ao longo do dia. “Estamos fazendo um trabalho intenso de conscientização e de prevenção. Muitas pessoas ainda estão saindo de casa ou reunindo amigos em comemorações. Precisamos da colaboração de todos. Nesse momento, a maior prevenção é o isolamento social“, explica a secretária de Saúde, Helga Sampaio.

O prefeito do município, Tácio Pontes, assinará nesta terça-feira (21), um decreto obrigando o uso de máscaras de proteção no município. “Com o primeiro caso da doença confirmado, precisamos adotar medidas ainda mais rígidas. Por isso, irei decretar que será preciso usar máscaras para adentrar em espaços como agências bancárias, supermercados, casas lotéricas e órgãos públicos“, detalha o gestor. Até o momento, o município possui 18 pessoas monitoradas por síndromes gripais, 19 casos suspeitos de Covid-19 descartados, um suspeito e um confirmado.

2 COMENTÁRIOS

  1. Eu acho correto adotar máscaras, para está em locais onde o decreto do estado não é válido, supermercados, bancos, casas lotéricas etc…
    Todos os municípios eram pra reforçar em seus decretos inclusive aqui em Petrolina, que só poderiam está nesses estabelecimentos quem estivesse usando máscaras e os estabelecimentos com álcool em gel a disposição, caso contrário, não poderiam ser atendidos essas pessoas. Se o estabelecimento não seguisse o decreto seria multado ou fechado! Tem que ser com ordem, porque muita gente está levando na brincbrincadeira! O caso é sério, tem que existir mais rigor.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome