Chuvas provocam rompimento de barragem na zona rural de Petrolina

por Carlos Britto // 16 de abril de 2009 às 12:00

Há três semanas chove forte no sertão de Pernambuco. No povoado de Gavião, zona rural de Petrolina, as estradas estão com muita lama e as carroças passam com dificuldade. Um paredão de uma barragem rompeu e a preocupação de quem mora na região é que a força da água provoque mais acidentes desse tipo. As estradas estão com muita lama e as carroças passam com dificuldade. Um paredão de uma barragem rompeu e a preocupação de quem mora na região é que a força da água provoque mais acidentes desse tipo.

“É um perigo. Tem umas casas na beira do riacho que já estão dentro da água. É arriscado morrer um monte de gente”, disse o agricultor Edivaldo Nunes.

A Barragem do Gavião é uma das maiores do município. É grande o volume de água que escapa pela rachadura do paredão. E essa água já prejudica quem mora mais abaixo. Várias propriedades estão inundadas. Uma família abandonou a casa para fugir da cheia.

“Está complicado porque o riacho enche muito e a casa fica ilhada. As plantações estão cheias de água. A gente não pode ficar com duas crianças pequenas”, disse a agricultora Janaína Alves.

Agricultores que moram em três assentamentos próximos à barragem estão isolados. Quem arrisca buscar ajuda tem que passar com a água nos joelhos. “A situação está ruim”, reclamou a agricultora Cícera Pereira.

Chuvas provocam rompimento de barragem na zona rural de Petrolina

  1. CUIDADO!!!!!! disse:

    É já que aparecem os comentaristas de plantão pra dizer que foi o prefeito quem mandou a água romper a barragem e assombrar o povo riacho abaixo.kkkkkkk

  2. Opara disse:

    Em vez do Ministério Público ficar proibindo o executivo municipal a ganhar um dinheirinho com autorização do uso dos espaços público pelo particulares, tem a obrigação de procurar saber quem foi o responsável pela barragem.. e questionar por que a barragem não aguentou a chuva.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *